Você sabe qual a função do fiscal de prova?

Tempo de leitura: 17 minutos

Só quem já prestou qualquer prova de ingresso para instituições de ensino, entendem alguns fatores.

As faculdades ou mesmo para concursos públicos sabe que, durante a realização destas provas, para garantir que esta ocorra da melhor maneira possível e também evitar a ocorrência das conhecidas colas, que podem acabar privilegiando um determinado candidato em detrimento de outros, há a presença de uma ou mais pessoas que são caracterizadas como fiscais de prova.

De maneira bem resumida, os fiscais de prova são pessoas contratadas pela organização do concurso ou do vestibular – ou da organização da prova que você esteja fazendo – para dar aos candidatos todos os informes que são necessários para a realização da prova.

Bem como para garantir que esta ocorra de maneira organizada, além de assegurar que nenhum candidato seja privilegiado com o recebimento de informações que possam ajudar na hora da prova.

Afinal de contas, todo mundo sabe que, na hora de uma prova, quando bate o desespero muitas pessoas buscam colar de outras para conseguir aumentar os seus resultados. Mais ainda, há muitas pessoas que chegam de fora tentando obter informações privilegiadas em relação à prova para se saírem melhor que os outros candidatos sem precisar estudar.

Prova disso são os recentes casos que envolveram o ENEM e o esquema de cola em prova, que chegou a movimentar mais de R$ 180 mil por candidato e que foi descoberto pelo fiscal de prova.

E é exatamente pensando em tudo isso que nós separamos aqui diversas informações sobre os fiscais de prova, tudo para que você descubra qual realmente é a sua função e até mesmo informações sobre como ser um fiscal de prova para aqueles dias que você precisar conseguir uma grana extra no mês.

Afinal de contas, apesar de muitas pessoas não reconhecerem ou saberem, a ocupação de fiscal de prova é essencial para a boa realização de uma prova.

Entenda o que realmente faz um fiscal de prova

Ao contrário do que muita gente pode pensar, as tarefas em torno do fiscal de prova vão muito além de simplesmente distribuir as provas e olhar a sala durante o período de realização do exame para evitar que sejam realizadas colas ou recebimento de informações privilegiadas.

De maneira bem simples, o fiscal da prova é aquela pessoa que vai ser responsável por todo o monitoramento necessário para a realização adequada de um bom exame, desde os vestibulares até os tão concorridos concursos públicos.

 Isso porque é o fiscal que vai ser responsável por passar aos candidatos todas as informações que são pertinentes à prova, de maneira a garantir que o candidato consiga realizar o seu exame da melhor maneira possível e evitar rasuras que podem culminar em sua eliminação do exame.

Mais do que apenas passar aos candidatos todas as regras relativas à realização do exame, o fiscal também é a pessoa que vai monitorar a sala durante toda a prova, de maneira a verificar que nenhum seja privilegiado e que não haja cola, tanto dentro da sala quanto fora dela. Isso porque há fiscais de prova que são responsáveis pelo cuidado do corredor.

Ou seja, estes fiscais que ficam do lado de fora das salas verificam o movimento externo para garantir que não haja nenhuma cola tentando entrar e também nenhuma tentativa de cola durante idas ao banheiro.

Já que estas costumam ser acompanhadas pelos fiscais de prova, que costumam submeter o candidato a uma revista com detector de metal, tudo para evitar objetos que possam privilegiar o candidato na hora da prova.

Para que isso seja possível, os fiscais de prova recebem um treinamento específico alguns dias antes da realização do exame que vão monitorar, tudo para conseguir realizar a sua função da melhor maneira possível e também para não prejudicar nenhum aluno com falta de preparação ou acabar privilegiando um ou outro aluno.

Além disso, o fiscal costuma chegar horas antes de realização da prova e sair bem depois de seu término. Isso porque são estes profissionais que são responsáveis por toda a organização da prova, bem como o recebimento dos exames que vão ser aplicados e também toda a organização de cada sala.

Tipos de fiscais de prova

Durante a realização de um exame, como mencionamos acima, não há apenas um tipo de fiscal que é responsável por garantir que a prova seja realizada da melhor e mais correta forma possível.

Isso porque, mais do que apenas cuidar da sala, para garantir que não haja erros ou privilégios é também preciso cuidar dos corredores dos locais de realização de cada prova, principalmente quando falamos de concursos e vestibulares.

Quem se candidata para ser um fiscal de prova só vai poder ser qualquer um dos dois tipos de fiscais que são necessários para a realização do exame, isso porque quem vai determinar quem vai para onde é a empresa responsável pela organização do exame.

É preciso que você saiba que o contato informando a hora e o local de comparecimento para a realização da prova é realizado pela empresa contratante.

O horário de trabalho costuma ser bastante extenso. Isso porque o horário de chegada costuma ser superior a uma hora anterior à realização do exame para que o fiscal consiga receber do orientador todas as orientações a cerca de seu trabalho como fiscal.

Mais ainda, o horário de saída se dá apenas após o término da realização da prova. Sendo assim, os fiscais de prova são sempre as primeiras pessoas a chegarem na prova e também sempre as últimas a saírem.

Hoje há duas opções de ocupação diferentes para quem se candidata para ser um fiscal de prova e descolar uma grana extra no final da semana. Isso porque o fiscal de prova pode ser tanto um fiscal de sala, quanto também pode ser um fiscal de corredor.

O fiscal de sala é a pessoa que tem uma das maiores responsabilidades para toda a realização da prova. Isso porque é ele que é a pessoa que deve conferir os documentos de todos os participantes presentes de maneira a assegurar que sejam eles mesmos fazendo a prova, além de também recolher todas as assinaturas que precisam ser colhidas durante a realização do exame.

Mais ainda, é o fiscal de sala que vai ser a pessoa que vai fornecer aos candidatos todas as orientações iniciais que são dadas logo antes do começo da prova, que costuma envolver o desligamento de aparelhos celulares e eletrônicos e também o de manter guardado todos os objetos que não são pertinentes e permitidos durante a prova.

Assim como a cor de caneta que é exigida para a realização da mesma, bem como informações relativas ao preenchimento de gabarito, colhendo digitais se necessário.

São os fiscais de prova que monitoram o relógio de realização da prova e que vão permanecer todo o tempo dentro da sala de aula, de maneira a garantir que nenhum aluno cole e que nenhum aluno seja privilegiado em detrimento de outro.

Caso veja qualquer uma das normas da prova – que foram informadas pelo mesmo no início da prova – ser desrespeitada, o fiscal de sala tem toda a autoridade para retirar o candidato da sala e o classificar como desclassificado da prova ou concurso ao qual está prestando.

Por fim, são os fiscais de sala que vão ser as pessoas responsáveis pela entrega dos cartões de resposta e dos cadernos de questões, bem como pelo recebimento dos mesmos quando o candidato terminar a prova, de forma a garantir que estes tenham o destino adequado e a prova não seja nunca perdida.

Já os fiscais de corredor são pessoas que ficam espalhadas por todos os lugares do lado de fora das salas do local de realização de prova. Isso porque são eles que vão ser as pessoas responsáveis por tirarem qualquer dúvida que possa aparecer por parte de candidatos que cheguem ao local de prova, como local de sala de realização de exame ou localização de banheiros.

Além disso, são os fiscais de corredor que são as pessoas responsáveis por acompanhar os candidatos ao banheiro durante a realização da prova para garantir que este não tente colar ou obter informações relativas à prova durante a realização do exame, tudo para garantir a igualdade de condições para todos os alunos.

É o fiscal de corredor que vai portar o detector de metal que em muitos concursos e provas é utilizado para verificar se o candidato não está saindo da sala com nenhum objeto suspeito que o possa favorecer. Por fim, são os fiscais de corredor que levam a embalagem lacrada com os cadernos de questão.

Como ser um fiscal de prova

Um fato bastante interessante sobre a ocupação de um fiscal de prova é que ela pode ser ocupada por praticamente todas as pessoas.

E é exatamente por este fato que ela costuma ser uma ótima opção para quem deseja obter um dinheiro extra no fim de semana já que, apesar de ter uma carga horária extensa no dia, não é muito cansativa, já que o fiscal pode ficar sentado durante a realização do exame enquanto observa os alunos.

Pois costuma ficar acompanhado de pelo menos mais um fiscal durante a prova, de maneira que ambos consigam observar atentamente todos os candidatos presentes para a realização da prova.

O processo para ser um fiscal de prova é bastante simples e o lugar no qual você deve se candidatar para conseguir a vaga vai depender do tipo de prova que você deseja participar. Isso porque caso a sua opção seja para concursos públicos – que acontecem com mais frequência e podem se tornar uma renda extra – o lugar no qual você deve fazer a inscrição é um.

Já se a sua opção envolve vestibulares – que costumam ser realizados uma ou duas vezes, no máximo, por ano – o local que você deve procurar é outro.

O mais bacana é que você não precisa sair de casa para se candidatar a uma vaga de fiscal de concurso. Isso porque as inscrições podem ser todas feitas pela internet de maneira simples e rápida, bastando acessar o site do concurso que você deseja realizar.

Caso a sua escolha se dê por ser fiscal de provas de concursos públicos, para conseguir se candidatar ao cargo de fiscal é preciso que você procure as bancas examinadoras dos concursos que você deseja participar. Isso porque são elas que vão selecionar os candidatos que mais se adequarem para o cargo e para a prova, bem como analisar possíveis restrições às quais você esteja incluso.

Algumas bancas bastante conhecidas que você pode procurar são a Cespe, a Cesgranrio, a IADES, a FCC, a FGV e muitas outras. Basta dar uma olhada no edital do concurso que você deseja fazer parte que você vai encontrar lá a banca examinadora para que consiga se candidatar para fiscal.

Grande parte das bancas oferece a opção de um cadastro online para as pessoas que desejam se candidatar para a função de fiscal de prova de um determinado concurso, pois em algumas é preciso entrar em contato direto com o responsável pelas contratações, de forma a realizar uma análise de características e possíveis restrições.

Na dúvida, vale a pena consultar o site da banca e olhar como funciona o processo naquela para a qual você deseja enviar o seu cadastro.

Porém, antes de se candidatar a qualquer cargo como fiscal de prova é preciso que você saiba que já existem algumas exigências e responsabilidades em torno da ocupação de fiscal de prova.

Isso porque, antes de descolar aquela renda extra, é preciso que você entenda a responsabilidade da ocupação e a valorize, pois você vai ser um dos responsáveis pelo andamento de uma prova que decide o futuro de inúmeras pessoas.

Um bom fiscal de prova é, durante todo o tempo, o mais transparente possível com os candidatos que estão prestando a prova que você vai aplicar, além de precisar ser uma pessoa ágil e agir de forma segura, tudo para não atrasar a prova e também para não criar problemas e contratempos durante o exame.

Afinal de contas, os candidatos já vão estar nervosos demais e você não conseguir se organizar e se perder com as provas não vai ajudar em nada.

Por isso mesmo é importante que você saiba transmitir firmeza e segurança tanto na sua voz quanto em suas atitudes. Mais ainda, é preciso que você entenda que bom humor é fundamental para um fiscal de prova.

Isso porque é preciso que ele seja sempre gentil com os candidatos quando estes solicitarem algum tipo de ajuda ou tiverem dúvida em relação a alguns aspectos do exame ou do local de realização da prova, caso você seja um fiscal de corredor.

Como ser um fiscal do ENEM

O ENEM – Exame Nacional do Ensino Médio – é uma prova de vestibular que é realizada todos os anos durante um fim de semana inteiro e é exatamente por isso que costuma ser bastante procurada por quem deseja uma renda extra no fim do ano, época na qual costuma ser realizada.

Isso porque o fato de a prova ter a duração de dois dias acaba rendendo um extra maior do que provas e concursos de apenas um dia.

Pegando a deixa do ENEM, vale ressaltar que o fim do ano é sempre uma ótima época para quem deseja trabalhar de fiscal para conseguir uma renda extra, já que é período de realização de praticamente todos os vestibulares, com provas praticamente toda semana durante cerca de um mês, que costuma ser novembro.

Porém, antes de se candidatar para ser fiscal de uma prova como o ENEM é preciso que você entenda ainda mais a responsabilidade que você vai ter como fiscal, seja um fiscal de sala, seja um fiscal de corredor.

 Isso porque a prova é considerada o maior exame realizado em todo o Brasil e também é a passagem de ingresso para inúmeras faculdades em todo Brasil. Exatamente por isso requer muita atenção por parte dos fiscais, que devem assegurar que nada dê errado no dia e peguem todos os candidatos que tentem colar – e que aparecem todos os anos.

O orgão organizador do ENEM é o INEP – Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais -, mas tem o auxílio de outras instituições para a sua realização como a Cesgranrio, que já foi mencionada anteriormente. É preciso saber que, para o ENEM há a possibilidade de ocupar diversas ocupações diferentes, cada uma delas com uma função e um salário diferente.

O chefe de sala, que é o fiscal de sala com maiores responsabilidades durante toda a realização do exame, recebe em média o salário de R$ 110. Já quem deseja trabalhar como fiscal do pessoal que aplica a prova recebe um salário médio de R$ 85. Por fim, há todo o pessoal de apoio envolvido com a organização do evento que recebe um salário médio de R$ 100.

O recrutador que você vai contatar para se inscrever para qualquer uma das três funções disponíveis para quem deseja trabalhar como fiscal de prova no ENEM vai depender do local no qual você deseja trabalhar, isso porque cada instituição de ensino na qual o exame é realizado pelo fim de semana tem um responsável diferente pelo recrutamento.

Algumas opções que costumam recrutar para diversas instituições são aquelas instituições de apoio ao INEP, que é o realizador principal da prova, como a Cesgranrio e também a CESBE/UNB.

Um detalhe bastante interessante para quem consegue se inscrever tanto na Cesgranrio quanto na CESBE é que pode ser chamado para outros concursos e provas caso deseje trabalhar mais uma vez como fiscal de prova.

Isso porque as pessoas com cadastro em ambas as instituições podem ter acesso à inscrição para outros concursos, provas e vestibulares que forem realizados por estas duas instituições, o que as tornam ótimas opções para quem deseja ter na ocupação de fiscal de prova uma opção de renda extra não só na época do ENEM, que só acontece uma vez por ano.

Além disso, caso você seja selecionado por qualquer uma das instituições recrutadoras, caso tenha alguma dúvida, vá a uma instituição de ensino que seja próxima de você e que vai sediar a realização do exame e se informe perguntando pelo recrutador de modo que você se cadastre no lugar certo e não perca a oportunidade.

É preciso que você faça uma inscrição no Sigap – Sistema de Gestão de Aplicação – que é um portal colaborador do INEP, instituto responsável pela realização da prova.

Mais ainda, é também preciso que o candidato a fiscal de prova participe de todas as avaliações de alinhamento que vão estar colocadas no calendário eletrônico de treinamentos que vai estar dentro do próprio Sigap.

É importante que você saiba que, caso você já tenha sido fiscal de edições anteriores do ENEM, você também vai precisar manter o seu cadastro sempre ativo e atualizado de maneira a poder atuar como fiscal de prova quando tiver.

O ENEM, diferente da maioria dos concursos e até mesmo vestibulares que acontecem em todo o país, tem a duração de dois dias – o que permite um rendimento maior para quem deseja uma renda extra. A aplicação do ENEM costuma ocorrer em um fim de semana, tanto no sábado quanto no domingo.

A prova do primeiro dia tem duração de 4h30 e costuma começar pouco depois do horário de almoço e a segunda tem duração maior, de 5h30 também começando no mesmo horário da prova realizada no dia anterior. Vale aqui ressaltar que o fiscal é sempre a primeira pessoa a chegar e a última a sair, o que significa que a carga horária é extensa.

Mais ainda, na hora de se candidatar a fiscal, é preciso ter disposição para encarar a maratona de dois dias com bom humor, simpatia e profissionalismo. Afinal de contas, a responsabilidade é grande e é muito importante que você tenha isso em mente não só na hora de se candidatar para fiscal, mas também durante toda a realização da prova.

Sobre Concurseiro Paulista

Sou ex-Oficial Aviador da Marinha e bacharel em Ciências Militares pela Escola Naval.Sou um dos responsáveis pelo site Concurseiro Paulista que já tem 16 anos de história. Venho nesse Blog passar toda a minha experiência, pois já consegui ser aprovado em 33 Concursos Públicos, entre eles Delegado Civil e Federal e tantos outros. A nossa missão e compromisso é ajudar você ser aprovado também.