Veja os erros mais frequentes nas provas de português que você não pode cometer ao prestar o concurso público

Tempo de leitura: 5 minutos

Prestar concursos está longe de ser uma tarefa fácil, e disso, até quem não se interessa por essas provas sabe. Cargos públicos sempre foram muito cobiçados entre as pessoas de diversas cidades diferentes, que agora, mais do que nunca, buscam a todo custo uma vaga para trabalhar nesse setor.

Esse interesse maior das pessoas pelos concursos se deu graças à crise econômica pela qual o Brasil está passando. Todos sabem que ela, infelizmente, atingiu de forma direta o setor privado da economia, e por isso o setor público se tornou a melhor alternativa para quem busca estabilidade financeira.

E se você é uma dessas pessoas que está interessada em prestar uma prova para conseguir vaga no setor público, hoje vamos falar sobre uma parte complicada desse processo: os erros de português.

Acredite ou não, mas eles são muito comuns e é por isso que hoje vamos te mostrar os erros mais frequentes nas provas de português que você não pode cometer ao prestar um concurso público.

Má interpretação de texto

Entre os erros mais frequentes nas provas de português que você não pode cometer, esse deve ser o principal. Isso porque não interpretar corretamente o enunciado, ou um texto que faz parte de sua composição, não te faz compreender cem por cento do que é preciso fazer para acertar aquela questão.

Em alguns casos, você pode até dar sorte, mas não é com ela que você deve contar em uma prova tão importante. Além disso, é preciso controlar a ansiedade, para que você consiga se focar no enunciado, e não somente “passar os olhos” em cima dele.

Absorver o conteúdo é o primeiro e mais importante passo para acertar na resposta de uma questão na prova de português.

Para não errar: Uma dica valiosa é sempre grifar os termos importantes do enunciado. Uma palavra ou outra podem ser a chave para que você compreenda melhor, e mais rápido o que está sendo solicitado ali. E economizar tempo no concurso é importante!

Erros de ortografia

Esse tipo de erro é comum de se ver até mesmo no dia a dia, mas na hora de uma prova de português para concurso público, eles nunca devem acontecer.

Os corretores das provas são muito rigorosos, e se você comete mais de um erro de ortografia na prova, faz com que eles entendam que você não se importa em revisar aquilo que escreveu.

Por isso, sempre que terminar de responder uma questão dissertativa, releia sua resposta, procurando por eventuais falhas.

Para não errar: O treino é a melhor forma de fazer com que você não cometa erros ortográficos. Isso porque você vai estar sempre habituado à forma como as palavras são escritas, portanto, adquira o hábito de ler jornais, livros, revistas ou qualquer outro material escrito, o importante é se familiarizar com as palavras e sua estrutura.

Crase

A verdade é que mesmo quem está acostumado a escrever todos os dias, tem dificuldade com a crase. Por isso, acompanhe explicações sobre esse tema com frequência, para não.

Para não errar: Você pode buscar ajuda na internet! O próprio youtube está cheio de professores explicando em vídeo aulas como deve ser aplicado o uso correto da frase, e a melhor parte é que você aprende tudo de graça!

Falha na utilização de pronomes

É muito importante que você chegue na prova dominando o uso correto dos pronomes, porque em todas elas, aparecem questões fazendo pegadinhas que nem sempre são percebidas a tempo.

O ideal é sempre ter em mente que você precisa escrever de acordo com a norma culta, e não levar em conta o modo como falamos no dia a dia.

Por exemplo: Você ama ele?

Essa frase está incorreta pois foi escrita utilizando a linguagem coloquial. O certo seria: Você o ama?

Para não errar: Procure por livros de algumas décadas atrás. Antigamente poucos escritores ousavam escrever utilizando a linguagem coloquial, o que é a coisa mais normal do mundo hoje em dia, principalmente para nós que vivemos no mundo da tecnologia, onde quase tudo é abreviado.

Quando usar “aonde” e “onde”

Esse é mais um dos erros mais frequentes nas provas de português que você não pode cometer ao prestar um concurso público. O que faz as pessoas confundirem o uso desses dois termos também é a tão usada linguagem coloquial.

O ideal é procurar por explicações sobre o tema, e revisar, já que a tendência é esquecer. Além disso, você precisa ter claro de que o termo “onde” se aplica em uma sentença na qual falamos do que não tem movimento.

Para exemplificar podemos usar a frase: “Onde você estuda?”

A partir da resposta podemos verificar que o lugar o qual a pessoa estuda não se movimenta, portanto, devemos utilizar o “onde”

No caso do “aonde”, a situação é inversa. “Aonde você vai?” Quer dizer que quem está sendo questionado, está indo a algum lugar, ou seja, está se movimentando e por isso deve-se usar esse termo.

Para não errar: A dica para acertar o uso do “onde” e “aonde” é quase a mesma para memorizar a utilização dos pronomes.

O modo como falamos hoje em dia influencia muito em nossa capacidade de absorção do português na norma culta, por isso, busque contato com materiais que foram escritos utilizando essa linguagem mais antiga.

Eles irão te ajuda a enxergar como a norma culta está distante da nossa linguagem de hoje, além de mostrar as formas corretas de utilização dos termos que citamos acima.

Dicas Preciosas

Se você quer saber ainda mais sobre os erros mais frequentes nas provas de português que você não pode cometer ao prestar um concurso público, saiba que já existem materiais especializados nisso.

Você pode encontrar ajuda em vários livros que citam os erros com muito mais detalhes, da mesma forma que te dão o passo a passo para não comete-los. Estude e não deixe que os erros de português te prejudiquem na prova!

Sobre Concurseiro Paulista

Sou ex-Oficial Aviador da Marinha e bacharel em Ciências Militares pela Escola Naval.Sou um dos responsáveis pelo site Concurseiro Paulista que já tem 16 anos de história. Venho nesse Blog passar toda a minha experiência, pois já consegui ser aprovado em 33 Concursos Públicos, entre eles Delegado Civil e Federal e tantos outros. A nossa missão e compromisso é ajudar você ser aprovado também.