Veja como corrigir informações erradas nos dados pessoais no concurso público

Tempo de leitura: 6 minutos

O preenchimento da inscrição é, sem dúvida, uma das etapas mais importantes de todo concurseiro, pois é a porta de entrada para realizar a prova e alcançar a tão sonhada vaga de emprego. Mas, quando o candidato percebe que existem informações erradas nos dados pessoais, seria possível a alteração?

Antes de qualquer registro, fique muito atento ao edital, pois é nesse documento que terá todas as instruções, requisitos, datas, conteúdo da prova, forma de aplicação e etapas de aprovações. Além de outras informações essenciais ao candidato, é lá que ele encontra todas as respostas.

Na hora do cadastro, esteja atento a todos os detalhes, desde o número do documento, até o próprio sobrenome. Qualquer erro poderá te impedir de realizar a prova, tente corrigir todas as informações erradas nos dados pessoais antes de terminar e não tenha pressa.

Após realizar a inscrição, o candidato consegue acessar todos os dados antes da emissão do boleto de pagamento, que geralmente é a taxa de cadastro para efetivar o registro.

Lembre-se, o comprovante de inscrição é o documento que vai te garantir fazer a prova, também é nele que você pode consultar se há informações erradas nos dados pessoais e realizar alterações, caso necessário.

O cartão de inscrição pode ser impresso no próprio site, no e-mail ou, em casos mais específicos, enviados na própria residência. Todas essas informações são especificadas no edital de cada concurso público.

Erros de digitação, mudança de endereço, alteração no sobrenome ou até mesmo a troca do número do celular, são fatos que podem acontecer com qualquer um e nem sempre a gente consegue lembrar-se de atualizar todos os cadastros.

Seja durante uma inscrição ou no cadastro reserva da vaga, algumas informações podem ser alteradas, sim. Cada edital possui uma regra específica e o documento vai estar ligado diretamente à conduta estabelecida pelo órgão responsável no processo seletivo.

No entanto, as respostas são comuns para quem encontra esse tipo de problema. O candidato pode alterar as informações erradas nos dados cadastrais:

No site do órgão responsável

Na maioria das vezes a alteração das informações erradas nos dados pessoais pode ser realizada no próprio site da organização. Desde o momento do primeiro registro, o candidato dispõe de etapas de cadastro que podem ser modificadas livremente até o último dia de inscrição.

Isso, é claro, varia de acordo com o edital de cada concurso, porém, tais informações que podem sem ser alteradas livremente, são dados como o endereço, telefone de contato e e-mail. Já as informações pessoais não podem sofrer alterações após o pagamento da taxa de inscrição.

Nas agências bancárias ou nos Correios.

Em casos mais específicos, também existe a opção de corrigir o cadastro nos bancos e Correios, dependerá exclusivamente da norma contida no edital. E a mesma regra de cima é válida também para estes. Após o pagamento da taxa, a inscrição é finalizada e não pode sofrer alterações.

Nas prefeituras e câmaras municipais.

Em concursos municipais há a opção de a inscrição ser feita também na própria prefeitura, câmara municipal e demais órgãos públicos autorizados. Para todos os casos, é importante que o candidato se atente ao cadastro para evitar informações erradas nos dados pessoais.

Pelo e-mail da organização.

Alguns editais informam que dependendo do órgão responsável pelo concurso, é possível solicitar a correção de informações erradas nos dados pessoais por meio do e-mail oficial. Para isso, o candidato deve relatar o ocorrido e preencher a mensagem com todas as informações corretas, como nome completo, CPF, número de inscrição, e o que precisa ser alterado.

Tente o telefone do órgão oficial.

Hoje em dia, com a internet, muita gente acaba se esquecendo de usar um dos meios de comunicação mais antigos e de contato imediato. Com a ajuda dos sites de busca, se o telefone de contato não estiver no próprio site de inscrição do concurso, procure na web e ligue para o órgão responsável.

Informe o que aconteceu e tente solicitar a atualização dos seus dados. Geralmente os atendentes não podem realizar esse tipo de serviço, mas com certeza, te darão alternativas para tal.

Preenchendo um novo cadastro.

Para casos extremos, quando não foi encontrada forma de atualização dos dados e eles estão registrados incorretamente, antes do pagamento da taxa de inscrição, é possível realizar um novo cadastro.

Independente do órgão responsável pelo concurso, o cadastro não será efetuado enquanto não houver o pagamento. Neste caso, a inscrição com informações erradas nos dados pessoais será desconsiderada e somente a ficha atualizada com a taxa de inscrição paga, será válida.

A quem recorra a essa alternativa, é importante checar com muito cuidado qual o boleto está realizando o pagamento. Para que não haja duplicidade no depósito ou na pior das hipóteses, pagar a inscrição com informações erradas nos dados pessoais.

Esteja atento às informações erradas nos dados pessoais mesmo depois da prova

Engana-se quem pensa que após a prova, se o candidato for aprovado, não há riscos de perder a vaga. Deixar de atualizar o endereço da residência, de e-mail ou o número de contato, parece algo impossível, mas é um dos erros mais comuns, principalmente em cadastro reserva.

Geralmente os concursos públicos demoram alguns meses até começar a chamar a lista de aprovados. Com isso, os candidatos desatentos se esquecem de checar o cadastro e muitas vezes, as informações erradas nos dados cadastrais impedem o órgão de entrar em contato, fazendo com que ele perca a vaga.

No final de tudo, nada adiantou passar por todas as etapas do concurso tão sonhado, quando um momento de desatenção colocou em risco a sua preciosa vaga.

Portanto, os editais deixam claro que o candidato precisa manter atualizadas todas as informações em seu cadastro e que o órgão não se responsabiliza pelos prejuízos que possa acarretar ao concurseiro.

Embora as dicas possam salvar o candidato na hora do sufoco, é fundamental que ele se atente a todos os detalhes contidos também no edital do concurso, para que não haja surpresas. Ou na pior das hipóteses, perca a vaga.

Sobre Blog Concursado

Sou ex-Oficial Aviador da Marinha e bacharel em Ciências Militares pela Escola Naval.Sou um dos responsáveis pelo Blog Concursado que já tem 16 anos de história. Venho nesse Blog passar toda a minha experiência, pois já consegui ser aprovado em 33 Concursos Públicos, entre eles Delegado Civil e Federal e tantos outros. A nossa missão e compromisso é ajudar você ser aprovado também.