Vai prestar concurso? Veja 8 erros que você não pode cometer

Tempo de leitura: 6 minutos

Se você vai prestar concurso público ou já está tentando há um tempo, provavelmente está se perguntando quais são as melhores formas de estudar e, é claro, de garantir a aprovação, não é mesmo? Pois saiba que, mais importante do que procurar por dicas que vão te ajudar na preparação, você também deve ficar atento ao que você não pode fazer!

Isso mesmo, existem alguns erros certeiros que muitos candidatos cometem, e que talvez sejam os fatores principais pelo seu fracasso na prova. O primeiro deles é o maior de todos e nem precisa ser elencado nos tópicos abaixo, que é deixar de se informar sobre tudo.

Fique feliz, pois se você está aqui lendo este post, com certeza já não sofre deste mal! Mas é sempre bom conhecer as falhas e evitá-las, certo? Então veja quais erros você não deve cometer ao prestar concurso:

1. Escolher o concurso pelo número de vagas

A maior enganação do concurseiro é escolher um concurso pela sua estimativa de baixa concorrência. Na verdade, esse é o erro mais comum de todos! Quanto mais vagas um concurso ofertar, mais candidatos ele vai atrair, é claro. Mas pense matematicamente: quanto mais candidatos, mais concorrida será a prova. Então, não adianta.

Além do número de vagas, muitos candidatos optam pelos níveis de escolaridade mais baixos. O motivo é acharem que a prova será mais fácil, e pode até ser que sim. Mas você pode ter certeza de que isso atrai muito mais concorrentes, pelo mesmo motivo que você escolheu. Logo, também dificulta a sua aprovação. Não caia nessa!

2. Não ler e interpretar o edital corretamente

Este erro é movido por pura preguiça e falta de atenção, acredite. O edital de concurso público é um documento muito importante e é ele quem te guia até mesmo durante os estudos. Portanto, não subestime o alto número de páginas.

A leitura desse material deve ser minuciosa e requer um grau de interpretação maior. Você não pode apenas passar os olhos! Ali estão contidas informações valiosas sobre datas, conteúdo programático, requisitos para a vaga e para o cargo a ser exercido, dentre outras coisas.

Portanto, leia com calma, grife as informações importantes e anote o que for preciso. Interprete cada pedacinho do edital, pois ele poderá ser uma grande arma a seu favor, caso seja necessário instituir recursos depois da prova.

3. Prestar concurso somente pela remuneração

Muitos concurseiros sonham pela aprovação principalmente pela estabilidade financeira que o cargo oferece. E esse fator pesa muito na hora da escolha do concurso público, afinal você acaba investindo pesado, estudando muito e, na maioria dos casos, até deixando de trabalhar para ter dedicação total.

Mas é um erro grande prestar concurso somente pela remuneração. O melhor é ainda continuar a escolher a sua carreira da forma adequada: pelas suas aptidões e pelo que você mais gosta de fazer. Caso contrário, depois que você for aprovado, vai acumular somente frustração no cargo ocupado.

4. Não pesquisar sobre a banca examinadora

Quando você pesquisa sobre quem está organizando a prova e sobre a banca examinadora do concurso, as coisas ficam mais fáceis. Isso ajuda muito na identificação de pontos recorrentes dos conteúdos em provas anteriores, por exemplo. Dessa forma, você conhece melhor o estilo das questões, o que é mais pedido, dentre outras coisas.

Existem empresas organizadoras e realizadoras de provas de concurso público que anulam uma questão certa se você errar outra. Outras apenas repetem as mesmas questões dadas nas edições anteriores, e por aí vai. Você precisa estar atento a esses detalhes e se preparar não só em termos de conteúdo programático. Combinado?

5. Não estar apto para a carreira em questão

Este tópico tem um pouco a ver com aquele sobre a remuneração. Muita gente escolhe prestar concurso para uma área que nem tem aptidão ou qualificação para ser exercida. Assim fica complicado, não é? Não adianta só estudar e passar. Depois disso vem a carreira em si e você também precisa se preparar para ela.

É claro que a remuneração pesa na escolha, sem dúvidas, mas o candidato realmente inteligente procura se qualificar e adquirir certo conhecimento das atribuições do cargo a ser assumido. O melhor é buscar ter afinidade por essa vaga para e para com a carreira que você já quer seguir. Fazendo isso, seu futuro profissional será brilhante, com toda certeza.

6. Deixar de seguir um plano de estudos

Se você não tiver um plano de estudos bem estruturado, não adianta nem começar. Todo o seu tempo e dedicação serão jogados no lixo caso você não monte um planejamento coerente com o conteúdo programático e com os meses que tem para estudar, por exemplo.

Caso seja difícil fazer isso sozinho, peça ajuda a alguém que entenda do assunto e busque equilibrar o seu tempo disponível para todas as matérias, das mais fáceis as mais difíceis. Tenha consciência de que todas são importantes para a sua aprovação! Tente criar também uma rotina de estudos, com pelo menos 3 horas diárias.

7. Não fazer simulados e provas dos concursos anteriores

Outro erro recorrente é não dedicar um tempo dos estudos para colocar em prática o conhecimento adquirido. Para ajudar nisso, os simulados e as provas anteriores dos concursos são essenciais. Você já fez isso?

Como já foi falado aqui, existem bancas que até mesmo repetem questões, ou então dão algumas muito parecidas. Então, não perca tempo e treine bastante fazendo exercícios e resolvendo questões de provas. Essa é uma grande oportunidade para você melhorar seu desempenho e quem sabe já ficar preparado para algumas questões cobradas.

8. Dedicar o tempo somente aos estudos

Muito foi falado sobre se dedicar bastante aos estudos, mas um dos grandes erros dos concurseiros é passar o tempo todo só fazendo isso. É óbvio que a rotina de estudos é bastante puxada, mas você não pode se privar de viver!

Então, organize seu tempo de forma que você estude sim, muito, mas que sobre um horário para o lazer, para o sono saudável, para exercícios físicos, dentre outras formas de distração. Muito além de distrair e relaxar, essas coisas te ajudam a se preparar emocionalmente e fisicamente para a prova, o que também é extremamente importante.

Se você estava cometendo algum desses erros, ainda dá tempo de parar e mudar de atitude! A solução você já tem, não é verdade? Dedicando-se bastante aos estudos, seguindo as dicas aqui apresentadas e cuidando também do seu bem-estar, não existe outro resultado que não seja sua aprovação! Feliz com a notícia? Então compartilhe esse post nas suas redes sociais!

 

Sobre Concurseiro Paulista

Sou ex-Oficial Aviador da Marinha e bacharel em Ciências Militares pela Escola Naval.Sou um dos responsáveis pelo site Concurseiro Paulista que já tem 16 anos de história. Venho nesse Blog passar toda a minha experiência, pois já consegui ser aprovado em 33 Concursos Públicos, entre eles Delegado Civil e Federal e tantos outros. A nossa missão e compromisso é ajudar você ser aprovado também.