Técnicas de memorização para concurseiros

Tempo de leitura: 6 minutos

Prestar concurso é sinônimo de alta concorrência e de dias e noites de estudos que parecem infindáveis. Porém, com alguma prática, é possível aprender a memorizar conceitos e macetes de forma rápida e fácil, apenas com a ajuda de técnicas de memorização.

Para se sair bem no concurso, o concurseiro deve estar preparado tanto no quesito dos estudos quanto no âmbito psicológico, pois de nada adianta saber muito e chegar na hora nervoso e acontecer uma pane no cérebro.

Fixar o conteúdo estudado pode parecer uma tarefa difícil, porém, nesse artigo, você confere algumas técnicas que podem fazer toda a diferença entre o branco e a clareza de pensamentos na hora da prova.

Técnica 1: a preparação é fundamental

Uma das principais técnicas para a memorização do conteúdo aprendido é o preparo para o estudo, mesmo que isso não tenha absolutamente nada a ver com o ato de estudar propriamente dito.

Querer estudar cansado, sem concentração ou até mesmo em um ambiente cheio de informações e poluído visualmente e de forma audível, encontrará muitas distrações e seu cérebro não conseguirá fixar de forma correta o que está passando por ele.

Ou seja, antes de começar a sua rotina de estudos, comece pela preparação do ambiente no qual vai passar o tempo estudando. Opte por um local limpo, com uma boa iluminação e também silencioso. Estudar sempre no mesmo local também facilita a memorização.

Além do ambiente, o seu corpo e mente precisam estar preparados para esse ato, ou seja, é necessário estar focado e concentrado no momento que vai pegar para estudar. Eliminar as distrações presentes, como o celular, o Facebook e a televisão, ajuda melhorar a concentração.

Encarar a hora de estudar como algo que irá te fazer bem no futuro também é importante, pois de nada adianta querer estudar achando que aquilo ali é um momento passageiro: é importante aprender a cultivar o conhecimento e saber apreciá-lo.

Técnica 2: a elaboração de fichas de estudo

Conhecida também como resumo e flashcard, a elaboração de ficha de estudos é uma das técnicas mais utilizadas por quem pretende memorizar e fixar um conteúdo.

Essa técnica geralmente funciona, pois, além de apenas escrever o que está escrito, quem está estudando deve pelo menos tentar entender o que está colocando em seu cartãozinho para que possa ser revisado depois.

Vale ressaltar que as informações escritas devem ser resumidas e escritas com suas próprias palavras, de nada vale copiar a mesma informação se não prestar atenção ao que está sendo escrito.

Técnica 3: leia e releia

Reler o mesmo conteúdo que você já leu uma vez serve para fixar o que foi lido na sua cabeça. A primeira leitura, muitas vezes, serve para nos situar e compreender o contexto, sendo assim, a segunda leitura deve ser feita de forma mais atenta prestando atenção aos detalhes.

Como os concursos de hoje em dia pedem por conteúdos extensos, essa técnica funciona bem mais do que ler apenas uma vez o que está escrito, pois na primeira vez pode ser que a atenção se perca e você não consiga fixar o que está escrito.

Outra dica importante é que, às vezes não há tempo para reler todo o conteúdo estudado, então ler os resumos feitos por você novamente ajudarão – e muito – a gravar o conteúdo de formai mais fácil.

Técnica 4: crie brincadeiras para facilitar a memorização

A criação de siglas para facilitar a memorização de conteúdo é muito útil e legal de fazer, pois às vezes é necessário, por pior que seja, decorar algumas fórmulas ou até mesmo alguns conteúdos.

É possível formar palavras a partir da combinação das primeiras letras dos conceitos a serem decorados, por exemplo. Quanto mais divertida for a palavra, a possibilidade de você lembrar dos conceitos aos quais ela remete é maior.

E, caso você não consiga se lembrar de todos os conceitos, pelo menos sabe da primeira letra de cada um e fica mais fácil de deduzi-los posteriormente!

Ainda na técnica de brincadeiras, elaborar histórias engraçadas e absurdas para a memorização de um conteúdo pode ajudar. Pode parecer bobo, mas essa técnica é muito eficaz.

Um dos motivos é o de que você raramente se lembra de coisas comuns do seu cotidiano, como do que almoçou na semana passada. Porém, se nesse dia encontrou uma barata na sua comida, é provável que irá se lembrar com muito mais facilidade.

O que foge dos padrões normais vai ser mais facilmente lembrado do que fatos comuns, e isso pode ser usado a seu favor.

Para utilizar essa técnica, primeiro selecione palavras-chave principais do assunto e depois invente uma história bizarra utilizando essas palavras para conseguir associá-las a seu conteúdo.

Técnica 5: aprenda ensinando

Essa técnica também pode causar certa estranheza, pois como você ainda não sabe sobre o assunto, como irá passar adiante para outras pessoas? Mas não se aflija: aqui, o que vale é fazer você se forçar a aprender o conteúdo para passá-lo adiante.

Peça para alguém próximo a você, um familiar ou amigo, por exemplo, a assistir a uma pequena aula sua sobre um assunto que você está estudando. Caso ninguém concorde, você pode fazer isso em frente ao espelho.

O importante, nesse caso, é repetir toda a matéria estudada em voz alta para que possa haver uma facilidade de memorização, fazendo com que o seu cérebro fixe bem o conteúdo estudado.

Técnica 6: crie mapas mentais

Essa é uma técnica muito usada para a memorização e fixação de conteúdo. Os mapas mentais consistem nada mais do que em uma espécie de esquemas que irão te guiar e te ajudar a lembrar da matéria, feito da seguinte forma: escolha um tema e escreva-o no centro de uma folha.

Do ponto inicial, crie ramificações para escrever palavras-chave que fazem parte desse conteúdo, de forma a explicá-lo melhor e de forma mais afunilada. Se você está estudando Biologia, mais especificamente o funcionamento do corpo humano, pode puxar ramificações com suas funções, por exemplo.

Com essas técnicas de memorização você irá, com certeza, memorizar e fixar conteúdos de maneira mais prática e rápida, e também não irá sentir tanto tédio ao estudar!

Sobre Concurseiro Paulista

Sou ex-Oficial Aviador da Marinha e bacharel em Ciências Militares pela Escola Naval.Sou um dos responsáveis pelo site Concurseiro Paulista que já tem 16 anos de história. Venho nesse Blog passar toda a minha experiência, pois já consegui ser aprovado em 33 Concursos Públicos, entre eles Delegado Civil e Federal e tantos outros. A nossa missão e compromisso é ajudar você ser aprovado também.