Sou pós-graduado, vale a pena prestar concurso público?

Tempo de leitura: 6 minutos

Após passar cerca de 5 anos aplicando numa graduação, buscando melhorar o currículo, a aplicação para uma especialização se tornou necessária, fazendo com que você buscasse um curso de pós-graduação. E na busca por melhores contratos para sua carreira o concurso público se tornou atrativo, levando a questão, pós-graduado pode prestar concurso público?

Como que a pós-graduação irá me ajudar a passar em um concurso público? Quais são suas aplicações? Porque recorremos a uma pós-graduação quando queremos melhorar nosso currículo? Um curso como o de pós-graduação acaba auxiliando em todos esses fatores, mas antes é preciso entender algumas questões referentes à pós-graduação.

O que é pós-graduação?
A pós-graduação é um curso de especialização destinado as pessoas que já concluíram os seus cursos de graduação, cursos esses que são divididos em licenciatura e bacharelado. A pós-graduação também possui divisões que classificam seu grau de especialização, que são “ lato sensu” e “stricto sensu”. Implicando que podem ser reconhecidos em concursos públicos.

O curso “lato sensu” são cursos mais abrangentes e com menor duração, onde os temas são trabalhados para aplicação de uma área que já tenha contato. Os cursos de “stricto sensu” são os conhecidos cursos de mestrado e doutorado.

Eles tratam de temas mais específicos, voltados à pesquisa e desenvolvimento e em ambos os cursos o pós-graduado pode prestar concurso público. Utilizando das capacidades adquiridas em cada um desses cursos e aplicando no concurso.

Pós-graduado pode prestar concurso público?

Com o mercado de trabalho em constante aumento de competitividade, a pós-graduação deixou de ser um diferencial, mesmo nos parâmetros de um processo seletivo para algum concurso público. O pós-graduado pode prestar concurso público tendo o conhecimento que a pós-graduação se tornou um requisito eliminatório.

O pós-graduado pode prestar concurso público, e justamente por existirem diferentes níveis para os concursos públicos, como aqueles que exigem ter sido concluído o ensino médio, técnico ou superior para ingressar no processo seletivo, o pós-graduado pode prestar concurso público aplicando seu diploma como um diferencial.

Em muitos processos seletivos de concurso público, os candidatos tem suas competências testadas a partir de uma prova de conhecimento geral. Nesse tipo de processo seletivo, uma especialização acaba se mostrando como um trunfo, não só na hora de se acumular pontos na prova devido os conhecimentos específicos, mas também como critério de desempate.

Nesse ponto a pós-graduação acaba agindo da mesma maneira que em uma entrevista de emprego. Atuando como um complemento para o currículo do candidato e também como critério de desempate onde o pós-graduado pode prestar concurso público com uma vantagem de pontuação, como 0.5 pontos.

Junto ao critério de desempate, a pós-graduação pode agir como uma base mais forte para a prova de conhecimentos gerais e específicos. Prova essa que costuma ter o maior peso nos processos seletivos. O pós-graduado pode prestar concurso público e utilizar dos conhecimentos adquiridos para a prova de conhecimentos específicos.

Além do critério de desempate para o processo seletivo, o pós-graduado pode prestar concurso público sabendo que o título de especialização pode lhe garantir uma complementação no salário, fazendo com que os concursos públicos sejam ainda mais atrativos para aqueles que possuem especializações.

Tipos de concursos públicos para pós-graduados

Para aqueles que possuem os títulos de pós-graduação, os processos seletivos de nível superior são os ideais.

Além de oferecerem maiores e melhores benefícios, eles oferecem estabilidade e outros níveis de desafio, o pós-graduado pode prestar concurso público sabendo que conforme ele aumente suas especializações, ele pode acelerar seu progresso de carreira.

Existem alguns tipos de concursos específicos para cada especialização, sendo ela lato sensu ou stricto sensu. Onde ambas requerem diferentes capacidades em seus pré-requisitos, porém oferecendo maior gratificação e cargos.

Concursos lato sensu

Os cursos lato sensu são aqueles que abrangem áreas maiores de especialização, após a graduação. Como por exemplo, os cursos de especialização MBA’s (master in business administration). Essa especialização preza com que o candidato desenvolva ainda mais suas habilidades administrativas à níveis executivos, agindo como um administrador de empresas.

Nessa área, os processos seletivos que o candidato pode se voltar são aqueles com características administrativas e de recursos humanos. Podendo entrar em concursos públicos voltados para prefeituras e grandes empresas estatais, que necessitam de um maior conhecimento em administração e em conhecimento de outras línguas.

Também para as empresas estatais, podemos ter outros tipos de especificações em seus processos seletivos. Como por exemplo, cargos de chefia para atividades específicas e técnicas.
Como o engenheiro especialista em sistemas hidráulicos em uma estação de refinação de petróleo, ou a especialização de comandos elétricos para administrar uma hidroelétrica.

Concursos stricto sensu

São as áreas da especialização que concedem os títulos de mestre ou doutor a aqueles que os fazem. Essas especializações trabalham com o desenvolvimento de pesquisas e assuntos mais científicos. Os formados nessas áreas costumam atuar como pesquisadores e professores universitários.

Voltados para pesquisa e desenvolvimento, muitos processos seletivos de concurso público para essa especialização, disponibilizam espaços para gerenciamento de equipes de pesquisa ou como pesquisador de uma área especifica. Aqueles com licenciatura costumam migrar para a área do magistério e aplicam em concursos para serem professores universitários.

Em ambos os processos é exigido ao candidato que ele possua competências acima da média para a área que almeja. Que possua técnica para passar o conhecimento a terceiros, como nos processos para professores. E que, nas áreas de pesquisa e desenvolvimento, possuam artigos, estudos reconhecidos e experiência na área.

Área da Saúde

Também na área da saúde, muitos bacharelados de medicina, atuando como clínico geral, começam suas especializações em sua época de residência. Cada especialização atua com uma área específica do tratamento da saúde.Os processos seletivos de hospitais públicos exigem essa especialização como pré-requisito de candidatura para a vaga.

Não só para os médicos é exigida a especialização. O pós-graduado pode prestar concurso público na área da saúde sabendo que os cursos de enfermagem também exigem especializações para a candidatura. Tornando a área da saúde uma das que mais exigem uma pós-graduação e especialização para se ter a chance de atuar na mesma.

Sobre Blog Concursado

Sou ex-Oficial Aviador da Marinha e bacharel em Ciências Militares pela Escola Naval.Sou um dos responsáveis pelo Blog Concursado que já tem 16 anos de história. Venho nesse Blog passar toda a minha experiência, pois já consegui ser aprovado em 33 Concursos Públicos, entre eles Delegado Civil e Federal e tantos outros. A nossa missão e compromisso é ajudar você ser aprovado também.