Quero ser um almirante da marinha, o que eu devo fazer?

Tempo de leitura: 5 minutos

Existem muitas pessoas em nosso país interessadas em fazer parte da Marinha. Na realidade, podemos dizer que os interessados carregam isso consigo mais como um sonho, já que se trata de um trabalho extremamente respeitado e muito difícil de ser alcançado.

Além disso, trabalhar na marinha tem uma série de vantagens. Além do salário que atinge uma marca muito além da média, é possível contar com estabilidade, o que atualmente é a preocupação da maioria dos brasileiros devido à crise econômica.

A marinha também oferece assistência médica e odontológica nos hospitais, e permite que os oficiais cresçam em sua carreira, além de claro, oferecer vagas para pessoas de diferentes níveis de escolaridade.

Hoje, vamos falar com você que deseja saber como se tornar um almirante da marinha. Vamos dar o passo a passo e falar sobre os cargos pelos quais você deverá passar até chegar a almirante. Confira.

Como ingressar?

Bom, na verdade existem duas maneiras de entrar para a Marinha. Uma delas é pelo Alistamento Militar e a outra é como militar de carreira. No entanto, os interessados são submetidos a um concurso público, que costuma ser muito concorrido e oferece vagas tanto para homens quanto para mulheres.

No ano passado, por exemplo, as inscrições para o concurso tiveram fim do dia trinta de junho e podiam ser feitas através do site www.mar.mil.br. Haviam duzentos e trinta vagas disponíveis, sendo noventa delas para Belém e as outras cento e quarenta, para o Rio de Janeiro.

Homens e mulheres com ensino médio completo podiam se candidatar, a única exigência além dessa é que tivessem de dezessete até no máximo vinte três anos. A taxa de inscrição era de cinquenta e cinco reais.

Os concursos da marinha são divididos em dois dias de prova. No primeiro, os candidatos fazem uma prova de português, inglês e uma redação. Já no segundo dia, a prova é de exatas: física e matemática.

Muitos cursinhos se preparam todo ano para receber alunos interessados em prestar o concurso da Marinha, e por isso, preparam alguns programas especiais de ensino. Existem videoaulas na internet disponíveis para quem quer passar no concurso, mas infelizmente não tem tempo de frequentar aulas presenciais.

De qualquer maneira as inscrições abrem todo ano. Para 2017 algumas vagas já estão disponíveis na área da saúde e industrial, mas o mais recomendável para quem quer seguir carreira é esperar até o meio do ano pela abertura de mais vagas.

Pós Aprovação

Depois de aprovado no concurso da Marinha é hora de comemorar. No entanto, como estamos falando com pessoas que querem se tornar almirantes, é bom ter em mente que isso leva anos e que é preciso muito foco e determinação.

Vamos falar agora sobre todos os cargos pelos quais você vai passar depois da sua aprovação no concurso, até atingir a qualificação de almirante.

Marinheiro: Esse profissional fica encarregado por resguardar áreas litorâneas e plataformas continentais do Brasil. Além disso, é ele quem coordena e instrui a Marinha Mercantes a defender os interesses do país.

Marinheiro Especializado: Exerce quase a mesma função que um marinheiro, só que com algumas responsabilidades a mais.

Cabo: É um marinheiro graduado, que tem a função de coordenar e auxiliar o grupo de marinheiros dentro do navio.

Sargento: Primeiro, o cabo passa para terceiro sargento, depois para segundo sargento e finalmente, para terceiro. A função é coordenar e orientar os demais de cargos inferiores.

Subtenente: É responsável por orientar os sargentos e os praças (cabos e marinheiros)

Suboficial: Nessa etapa o subtenente passa a frequentar a Academia de Integração para ser um Oficial.

Guarda-Marinha: É encarregado de representar os interesses das praças mediante a diretoria do navio.

Segundo e Primeiro Tenente: Como segundo tenente, o oficial tem a função de recrutar. Como Primeiro Tenente, se responsabiliza por treinamentos e pode demitir, rebaixar e também promover outros colegas.

Capitão Tenente: É quem coordena os treinos, compartilhando suas experiências.

Capitão de Corveta: É ele quem fica responsável por estar de olhos nos inferiores e garantir sua disciplina.

Capitão de Fragata: É ele quem ensina os oficiais a falarem corretamente. Ele também ajuda o Coronel durante os treinos e se responsabiliza pela disciplina dos oficiais.

Capitão de mar e guerra: É ele quem comanda os oficiais superiores e além disso, se responsabiliza pelo desempenho do Conselho durante as atividades.

Contra-Almirante: Nessa função, o oficial deve se responsabilizar pela educação dos demais.

Vice-Almirante: É ele quem coordena a atuação do GEO e é também quem se responsabiliza pela desenvoltura de organização do GQ.

Almirante de Esquadra: Tem poder semelhante aos do Almirante, podendo até substituí-lo durante a sua ausência. É ele quem coordena todos os outros departamentos, comanda GP e GEO, tem plenos poderes para demitir, rebaixar ou promover.

Além disso, toma conta da desenvoltura dos oficiais e de assuntos diplomáticos e externos.

Almirante: Finalmente, o cargo mais alto dentro de um navio. Ele é quem dá as ordens na Marinha Brasileira. Esse oficial pode dar ordens em qualquer estado do país, e pode promover, rebaixar ou demitir qualquer outro oficial, independente da patente.

Ser um Almirante

Como pudemos perceber, existe um longo caminho a ser percorrido por quem deseja se tornar um almirante da Marinha. O primeiro deles é estudar muito para conseguir uma boa nota no concurso e ser aprovado.

No entanto, podemos garantir que todos os esforços terão valido a pena. Além de obter o máximo respeito de todos os que fazem parte do navio, um almirante recebe um salário de cerca de quinze mil reais, além de estar completamente estabilizado no mercado de trabalho e poder contar com uma boa aposentadoria.

Esperamos sinceramente que você não desista do seu sonho. Fazer parte da Marinha, e ainda almejar um cargo tão nobre é uma das coisas pelas quais vale a pena lutar na vida, é preciso muita perseverança e força de vontade.

Mantenha sempre os estudos e a vontade de crescer em sua carreira. Quanto temos foco naquilo que queremos, nada se torna impossível.

Quero ser um almirante da marinha, o que eu devo fazer?
5 (100%) 5 votes

Sobre Carlos Gusmão

Sou ex-Oficial Aviador da Marinha e bacharel em Ciências Militares pela Escola Naval. Sou um dos responsáveis pelo site Concursado.org que já tem 16 anos de história. Venho nesse Blog passar toda a minha experiência, pois já consegui ser aprovado em 33 Concursos Públicos, entre eles Delegado Civil e Federal e tantos outros. A nossa missão e compromisso é ajudar você ser aprovado também.