Qual é a faixa salarial de professores concursados?

Tempo de leitura: 6 minutos

Em tempos de crise econômica, como o atual momento que estamos vivendo, as pessoas tendem a buscar por estabilidade em sua vida e o primeiro pensamento que se vem à mente quando pensamos nisso é justamente um cargo público, uma vaga em um concurso público.

Essa é uma área que atrai especialmente os profissionais da área da educação, os professores.

Se tornar um professor concursado pode ser considerado como o cargo dos sonhos por muitos profissionais da área, pois traz uma certa estabilidade para sua vida, uma vez que o salário de um funcionário concursado se mantém sempre atualizado, mesmo após a sua aposentadoria.

Diferentemente dos outros empregos e empresas, nos quais o funcionário pode ser dispensado a qualquer momento, um funcionário concursado só é mandado embora quando comete alguma infração grave, ele só é dispensado por justa causa, isso te permite se sentir um pouco mais confortável.

Além disso, o funcionário concursado também possui algumas facilidades quando deseja financiar algo, um carro, um imóvel ou até mesmo um eletrodoméstico, eles possuem uma linha de crédito elevada em relação as outras pessoas, justamente por possuírem uma faixa salarial diferenciada, até mesmo dos professores que trabalham para a rede privada, e o salário dos funcionários públicos sofre reajustes com valores acima dos salários dos outros trabalhadores e aposentados.

Mas afinal, qual é a faixa salarial dos professores concursados?

O professor concursado pode escolher a quantidade de horas que deseja trabalhar por dia, ele pode trabalhar em mais de uma escola por dia, podendo até mesmo ser entre escolas estaduais e particulares, isso pode ser considerado por algunss como uma regalia concedida a eles.

Existem professores que lecionam em três períodos, de manhã, de tarde e de noite, numa tentativa de buscar uma renda maior para atender suas necessidades e as de sua família, isso pode ser considerado uma regalia, mas também um grande esforço feito por eles, pois muitas vezes acabam trabalhando mais de 16 horas por dia, e, quando chegam em casa, nos momentos que deveriam ser de descanso, em aos finais de semana, ficam corrigindo provas e atividades, preparando aulas para a próxima semana, isso pode ser bem desgastante.

Em nosso país, não existe um teto salarial que seja válido em toda a extensão territorial que determine faixa salarial dos professores concursados, os estados possuem a autonomia para determinar a faixa salarial dos professores concursados de acordo com o dinheiro que possuem.

Isso acaba provocando grandes variações quando comparamos a faixa salarial dos professores concursados de diversos estados, por exemplo, um professor concursado que atue no estado de São Paulo e trabalhe 40 horas semanais recebe, já com o aumento do ano de 2017, um total de R$ 2415,89.

Já um funcionário concursado que atue no estado de Belém, trabalhado as mesmas 40 horas semanais, recebe um total de R$ 5130,40, ou seja, mais do que o dobro do que recebe um professor que trabalhe o mesmo tanto de horas no estado de São Paulo.

Enquanto na Paraíba um professor que trabalhe 30 horas semanais recebe R$ 1991,12, já no estado Mato Grosso, um professor recebe R$ 2937,72 pelas mesmas 30 horas semanais trabalhadas.

Isso apenas quando analisamos faixa salarial dos professores concursados estaduais, pois os profissionais que passaram em concursos das prefeituras possuem uma outra faixa salarial diferenciada.

Muitas pessoas podem considerar o salário e o trabalho de um profissional concursado bastante atraentes, mas antes de se decidir por prestar um concurso, você deve se lembrar de todas as dificuldades que esses professores enfrentam em seu cotidiano, praticamente todos os dias os noticiários nos apresentam informações de professores que foram agredidos em salas de aula.

Alguns acabam indo parar em hospitais devido a gravidade das agressões sofridas, isso sem contar as agressões verbais as quais estão sujeitos diariamente, existem alunos que não apresentam o mínimo de respeito por aqueles profissionais que estão ali tentando transmitir ensinamentos, para transformá-los em pessoas melhores e garantirem também condições financeiras melhores no futuro.

Muitas escolas ficam em áreas de periferia dominadas por bandidos, os professores acabam pondo em risco ás próprias vidas só para poder chegar ao local de serviço; muitas das escolas estaduais de nosso país se encontram sucateadas, em um estado de total abandono, os professores tem que dar aulas em ambientes deteriorados, as vezes no calor sem nenhuma ventilação ou então com goteiras pingando o tempo todo após as chuvas, sem materiais básicos muitas vezes, livros, giz e lousas, carteiras para se sentarem e para os alunos também sentarem; não é raro encontrar professores que acabam retirando dinheiro de seus próprios bolsos para comprarem algum tipo de material que são necessários para que possam ter o mínimo para desenvolver seu trabalho.

Portanto, antes de optar por seguir uma carreira pública na área da educação considere todo o panorama antes, pois, apesar de apresentar algumas coisas que podem ser consideradas como vantagem, como a estabilidade, o salário sempre atualizado mesmo após a aposentadoria, tirar férias no fim do ano letivo, e ter um recesso durante as férias do meio do ano, não trabalhar em feriados e algumas vezes até mesmo emendar alguns dias próximos ao feriado, como os dias do carnaval, por exemplo, existem muitas dificuldades que os professores enfrentam em seu cotidiano e que são pouco apontados, e até mesmo notados que esses profissionais enfrentam e raramente são noticiados, e que acabam sendo ignorados por grande parte da população que se concentra apenas nas vantagens que esse cargo oferece.

As agressões, a falta de materiais e de estrutura básica para que possam desempenhar seu trabalho com o mínimo possível, sem contar os riscos aos quais muitos se submetem apenas para pode chegar ao seu locar de trabalho.

Ser um professor e ensinar, mais do que um trabalho, é um ato de amor e que deve ser desempenhado apenas por pessoas que realmente gostem disso, aliás, que amem fazer isso, pois mais do um salário e uma fonte de estabilidade, dar aulas é uma prova de dedicação e de amor ao próximo. Vale muito à pena investir nessa carreira, mas apenas se você realmente ama o que faz!

Sobre Concurseiro Paulista

Sou ex-Oficial Aviador da Marinha e bacharel em Ciências Militares pela Escola Naval.Sou um dos responsáveis pelo site Concurseiro Paulista que já tem 16 anos de história. Venho nesse Blog passar toda a minha experiência, pois já consegui ser aprovado em 33 Concursos Públicos, entre eles Delegado Civil e Federal e tantos outros. A nossa missão e compromisso é ajudar você ser aprovado também.