Por onde começar a prova de um Concurso Público

Tempo de leitura: 6 minutos

No momento em que estamos diante da prova do concurso, ficamos em dúvida sobre quais questões resolver primeiro. Aí bate aquele desespero! O que eu faço? Respondo as questões mais fáceis? Ou deixo elas para perder menos tempo no final? O dilema é grande e pode te atrapalhar.

Por isso, é importante que você já pense antes da prova qual será a sua estratégia. Fazendo isso, você vai conseguir manter a tranquilidade e se preocupar apenas com a resolução das questões, que é o único problema que você precisa ter.

Você se conhece, então aproveite as suas qualidades

Quando você está em casa ou no cursinho estudando para o tão sonhado concurso, você consegue fazer um auto analise de quis são os seus pontos fortes. Se você se dá bem com humanas, corra para essas questões e resolva elas primeiro, deixe as de matemática para resolver depois.

Isso vai te ajudar a evitar o nervosismo e deslanchar no resto da prova. Quando você perceber, já vai ter finalizado o teste.

O momento da prova

Primeiramente, muita calma e tranquilidade nesse momento. Se o nervosismo bater, beba uma água, respire fundo, relaxe na cadeira. Aos poucos você vai perceber que a respiração ajuda a acalmar as coisas. Depois disso, você vai ver que as coisas não são tão complicadas assim, afinal, você está preparado para encarar aquele desafio.

Olhe para a prova como uma oportunidade, algo bom, que vai contribuir para o seu futuro. Depois de dias estudando, aquela é a hora de colocar todo o seu esforço em prática. Mostrar que as noites em claro não foram em vão e que cada vez que você trocou as baladas do fim de semana pelos livros não foram em vão.

Não esqueça que o seu objetivo é passar

A partir do início da prova, não esqueça que você está lá com um objetivo único que é o de alcançar a vaga. Não entre nessa briga apenas para apanhar menos, mas sim para fazer o seu melhor e levantar o cinturão de campeão ao final do duelo.

Nunca coloque como obrigação ser o primeiro colocado do concurso, sua meta deve ser passar. Ser o primeiro pode ser uma consequência, mas se você colocar isso na cabeça, vai acabar se auto pressionando, prejudicando o seu desempenho. O primeiro e o último classificado vão exercer o mesmo cargo.

Pense apenas no que lhe foi proposto

Em alguns casos, as perguntas nos levam a reflexões mais amplas, e acabamos querendo impor nossas convicções que são nossas e podem destoar de um ponto de vista que está sendo proposto na questão. Isso pode fazer você errar uma questão por não concordar com algum ponto de vista diferente do seu.

É indispensável ser simples e objetivo na sua prova. Tenha equilíbrio emocional, e não se esqueça que para acertar a questão, você precisa acertar aquilo que foi perguntado. É só ler com atenção e responder.

Provas objetivas

Elas são criadas em dois tipos, uma com mais conteúdo e outras com a necessidade de realizar operações mentais. Quando se trata de questões de mais conteúdo, você encontra perguntas mais objetivas que podem ser respondidas com menos complexidade.

Já as questões mais operatórias, exigem uma elaboração de pensamento maior do candidato, é necessário recorrer aos seus conhecimentos para que se encontre uma solução.

Priorizando as questões que você tem facilidade em responder, você vai perder menos tempo, principalmente se começar pelas questões de conteúdo. Depois responda as perguntas operacionais que você tem mais facilidade, e deixe as mais complexas para o final.

Preste atenção em todo o conteúdo da prova

Ao longo do processo de resolução da prova, é provável que você encontre algumas pistas que te ajudem as responder questões que você encontrou certa dificuldade. Aproveite para retomar, quando tiver tempo hábil, as perguntas que geraram alguma dúvida.

Isso reforça a importância de olhar o teste como um todo. Não fique preso, seja flexível e não hesite em reavaliar uma questão que te deixou em dúvida. Em muitos casos, quando você lê novamente uma questão, acaba clareando as ideias e encontrando uma solução que anteriormente não parecia estar aparente.

Não sei, e agora?

Essa possibilidade existe, e qualquer pessoa pode passar por isso, então deixe essa questão para trás, volte nela quando você estiver despreocupado, com o máximo de questões resolvidas para não estourar o seu tempo.

Leia com calma novamente e busque seguir a lógica que a disciplina em questão se baseia. Por exemplo, em questões ambientais, a lógica é uma interpretação que vá de encontro ao interesse do ecossistema, então as possibilidades de você acertar apontando uma resposta que esteja mais ligada a isso é enorme.

Provas dissertativas

Procure ser objetivo e mostrar que você entende do assunto. Mesmo que a questão for simples de ser resolvida, responda-a fundamentadamente. Seja objetivo no começo e no fim, mas no meio, na hora de desenvolver a sua resposta, apresente os seus conhecimentos.

Leia a pergunta e defina os pontos importantes que você quer abordar. Faça uma classificação do que for relevante para compor a resposta. Mostre exemplos que justifiquem a sua tese. Seja seguro no que você está escrevendo, se não tiver certeza, evite o comentário, nunca vale a pena encher linguiça para enfeitar uma resposta.

Escreva corretamente e sem querer impor verdades

A linguagem da prova é formal, não se confunda com a linguagem coloquial. Se necessário substitua termos para se adequar. Atente se ao português, mesmo se você tem uma letra bonita e legível, não vai te ajudar muito se as palavras não estiverem escritas corretamente.

As questões dissertativas te oferecem certa liberdade para colocar o seu ponto de vista em determinados assuntos.

Não caia nesse erro. O mais importante é respeitar o que lhe foi indagado. Esqueça as suas convicções e responda o que lhe foi perguntado. Em concursos nós devemos responder com simplicidade para que atenda o modo de pensar dominante ou do examinador. A nossa tese e opinião devemos deixar para uma outra ocasião.

Sobre Concurseiro Paulista

Sou ex-Oficial Aviador da Marinha e bacharel em Ciências Militares pela Escola Naval.Sou um dos responsáveis pelo site Concurseiro Paulista que já tem 16 anos de história. Venho nesse Blog passar toda a minha experiência, pois já consegui ser aprovado em 33 Concursos Públicos, entre eles Delegado Civil e Federal e tantos outros. A nossa missão e compromisso é ajudar você ser aprovado também.