Passo a passo para estudar com flashcards

Tempo de leitura: 8 minutos

Estudar com flashcards pode ser uma evolução impressionante para sua competência no momento de um processo seletivo, porque eles são uma das melhores e mais clássicas ferramentas de estudo, e não é à toa: promovem o estudo através do “resgate ativo” (do inglês, active recall), que é uma das práticas através da qual nosso cérebro aprender de maneira muito mais eficaz.

Bem, se você está aqui e não sabe o que são os flashcards, aí vai a explicação: sabe aqueles cartõezinhos de pequenas anotações sobre coisas importantes para lembrar durante o dia/determinado momento? Não? Você já deve ter visto um apresentador de programa de televisão utilizando um.

Para estudar com flashcards o que acontece é um pouco diferente do que na frente e uma câmera. Enquanto no caso do exemplo ele serve para indicar o roteiro do programa e as atrações a seguir (ou nomes dos convidados).

No seu caso, vão ser importantíssimos para fazer uma revisão de conteúdo estudado e isso faz com que o cérebro grave mesmo as explicações mais complexas!

Apesar de ser um modelo bem difundido e muitos já terem o costume de estudar com flashcards, a maioria acaba por utilizar de maneira, não errada, mas menos eficientes do que realmente são.

Bem, alguns dos pequenos erros que as pessoas cometem ao estudar com flashcards incluem:

  1. Usando-os apenas como mais uma forma de decorar;

  2. Criando cartões muito complexos que não forçam o “resgate” verdadeiro, levando as pessoas a confundirem reconhecimento com o conhecimento real;

  3. Exagerar no uso dos flashcards, ou usá-los quando uma ferramenta ou método diferente de estudo seria mais eficaz.

Vamos ajudar você a aprender a usar essa ferramenta com um passo a passo para estudar com flashcars e, dessa forma, a evitar esses erros, que parecem bobos, mas atrapalham a eficácia do processo.

É, por exemplo, uma das melhores e mais rápidas formas de aprender kanji, a língua escrita japonesa (que na verdade são ideogramas). Pois, ao fazer o uso extensivo dos flashcards o cérebro garante um aprendizado mais produtivo que de outras formas.

Como estudar com flashcards eficientemente em 8 passos

Talvez você tenha encontrado um artigo neste exato momento informando superficialmente como utilizar se beneficiar ao estudar com flashcards. Então, para ficar mais fácil saber as melhores práticas, vamos enumerar 8 passos para obter os melhores resultados com essa técnica.

1. Faça seus próprios flashcards

Muita gente gosta de compartilhar suas caixas de flashcards, além disso, tem muita coisa na Internet e para smartphones disponibilizando os cartões que permite a quem tem interesse, fazer o download de plataformas de flashcards predefinidos, com a promessa de estudo instantâneo.

Se você está com pouco tempo e precisa rapidamente montar seus cartões, esses modelos prefabricados até são uma boa pedida, mas o melhor mesmo para o o seu cérebro é faze seus próprios flashcards.

Por quê?

Ao fazermos nossos próprios decks para estudar com flashcards, criamos caminhos neurais fortes, que nos permitem facilmente recuperar o que aprendemos quando precisamos da informação dias depois.

E quando você usa flashcards prefabricados, na verdade está se sabotando por ignorar todo o processo de aprendizado e esse tempo que você “economiza”, não vale a pena.

2. Misture imagens e palavras

Adicionar imagens aos seus flashcards pode torná-los muito mais memoráveis.

Por quê?

O conceito de Efeito de Superioridade de Imagem veio da psicologia cognitiva e observa que as pessoas tendem a se lembrar de imagens muito mais facilmente do que de palavras. É a aplicação científica para a expressão “uma imagem vale mais que mil palavras”.

No entanto, isso não significa que para estudar com flashcards, devemos substituir as palavras nos cartões por imagens. Devemos adicionar frases descritivas – ou mesmo termos únicos – ao lado das imagens, porque assim aumentamos a capacidade do cérebro para lembrar o que está sendo estudado.

3. Use dispositivos mnemônicos para criar conexões mentais

Sabe o que é um dispositivo mnemônico? É qualquer coisa que ajude a construir uma associação entre duas partes de informação em sua mente. E é super válido criar seus flashcards dessa forma.

Por quê?

Não parece fazer sentido num primeiro momento, mas você já se deu conta que nossa mente está preparada para eliminar tudo o que parece superficial demais e foca a atenção em associações que requerem que o cérebro crie conexões?

Esse é o motivo de lembrarmos das letras de músicas tão complexas (ao criarmos um vínculo e usarmos a cabeça para unir toda a informação) e esquecermos da maior parte do bate-papo com o porteiro.

Então criar uma ligação entre imagens e textos que para alguém de fora não faz o menor sentido, mas que para você é óbvio, é a melhor coisa!

4. Escreva apenas uma questão por cartão

Vamos imaginar por um segundo que você está estudando para um concurso que requeira um conhecimento específico sobre a História do Brasil. Pode não parecer, mas a História do Brasil é incrível se lida no livro correto!

Então, você precisa de algumas informações sobre as primeiras expedições. Daí puxa um flashcard do bolso. Na frente, você escreve “Primeira Expedição Exploradora”, e, na parte de trás, inclui:

  • Composta por três navios

  • Partiu de Lisboa em 1501

  • Gaspar de Lemos e Américo Vespúcio

  • Grande quantidade de pau-brasil

  • Surgiu São Vicente

Parabéns! Você é agora o proprietário orgulhoso de um flashcard ruim.

Por quê?

Para estudar com flashcards, a inclusão de multiplos fatos é um erro, enquanto você acredita estar abrindo um leque de competência, cria a ilusão do aprendizado.

Essa ilusão acontece porque você acredita estar aprendendo algo, quando na verdade criou um padrão de reconhecimento e não de recordação para seu cérebro. Além disso, você pode facilmente se perder entre as múltiplas respostas, esquecendo uma ou outra.

E o que você precisa é realizar um “resgate”, lembra? Recordar e não reconhecer um padrão – o que não vai estar disponível numa prova com certeza –. Ou você acha que vão te dar uma sugestão explícita?

5. Divida conceitos complexos em várias perguntas

Este passo se edifica montando no conceito do anterior, ou melhor “quase não precisava escreve-lo aqui”, mas é importante ressaltar.

Por quê?

Alguns conceitos são complexos demais para serem compactados em apenas uma pergunta. Para estudar com flashcards que englobem esse tipo de situação é melhor dividir em várias questões, a fim de ser melhor estudado. Se não tomar cuidado, cai na ilusão do aprendizado.

6. Fale suas respostas alto enquanto estiver estudando

Ao visualizar imagem, fale a resposta e não apenas pense nela. Se puder ter alguém com você para estudar com flashcards, pode simplesmente pedir para te mostrar o desenho do cartão e você terá que dizer a resposta em voz alta, para que essa pessoa diga se está certo ou errado.

Por quê?

Primeiro de tudo você afasta a ilusão da competência. E falar em voz ajuda o cérebro a fixar a informação. Se estiver sozinho, basta dizer as respostas antes de virar o cartão. Mas lembre de falar alto, sem vergonha!

7. Estude seu flashcard em ambos os lados

O sétimo passo para estudar com flashcards é certificar-se de analisá-los de ambos os lados. Quando você garante isso, constrói fortes caminhos neurais que podem ser rastreadas de qualquer lado do cartão.

Por quê?

Se você não fizer isso, aumenta as chances de só se recordar de um lado do cartão com facilidade.

Por exemplo, o símbolo químico para o elemento Ouro é Au. Se você tem um flashcard com o símbolo e o nome do elemento num dos lados, mas você vive se perguntando: “O que esse cachorro latindo tem a ver com isso?”, Então você vai sempre se dar mal quando uma prova perguntar:

“Qual é o símbolo do Ouro na tabela periódica?”

Então, tenha certeza de estudar ambos os lados igualmente.

8. Não trate os flashcards como santo milagreiro

Lembrando que para estudar com flashcards é necessário ter uma base, conteúdo. Como dito antes, é um método, uma ferramenta de revisão que auxilia ao resgate ativo. Ou seja, seu cérebro consegue recordar melhor daquilo que foi estudado.

Por quê?

Flashcards são muito bons em ajudá-lo a criar relações entre duas peças de informação. Então, correlacionar definições, palavras de vocabulário, dados históricos… mas, se precisar se encaixar numa hierarquia visual maior (como aprender todos os números atômicos – onde não há uma conexão óbvia), aí fica mais complicado.

Nesses casos, em vez de usar flashcards, você pode: Escrever uma explicação em suas próprias palavras, criar um questionário, fazer um teste de prático ou escrito por outra pessoa e afins.

Sobre Blog Concursado

Sou ex-Oficial Aviador da Marinha e bacharel em Ciências Militares pela Escola Naval.Sou um dos responsáveis pelo Blog Concursado que já tem 16 anos de história. Venho nesse Blog passar toda a minha experiência, pois já consegui ser aprovado em 33 Concursos Públicos, entre eles Delegado Civil e Federal e tantos outros. A nossa missão e compromisso é ajudar você ser aprovado também.