Passo a passo para estudar para um concurso público – Parte 5

Tempo de leitura: 6 minutos

Meus amigos concurseiros, nós chegamos, enfim, ao post final do nosso passo a passo de como estudar para concursos públicos, seguindo os passos de quem tem experiência de sobra na arte de ser aprovado.

Vamos nos lembrar quais foram os tópicos abordados até aqui nesse guia:

Na primeira parte, os tópicos foram:

Primeiro Passo – A hora é agora!

Segundo Passo – Escolha o cargo que pretende disputar e foque nele.

Falamos na segunda parte sobre:

Terceiro Passo – Analise o teor das matérias

Quarto Passo – Escolher material de qualidade

Quinto Passo – Definir o local de estudo e a organização do mesmo

Na terceira parte o conteúdo foi:

Sexto Passo – Faça um planejamento da sua rotina

Sétimo Passo – Monte um plano de estudos e cumpra-o!

E na quarta, e penúltima parte, vimos:

Oitavo Passo – Lendo e compreendendo o edital

Nono Passo – Estude a banca examinadora

Décimo Passo – Revisões, fazer ou não fazer?

Foram dez passos muito importantes para conseguir a aprovação em um concurso público. Tem dicas não só no estudo propriamente dito, mas também de atitudes que podem influenciar positivamente no processo, no alcance do objetivo.

Dando sequência ao nosso guia:

Décimo Primeiro Passo – A temível Redação

A redação é considerada por muitos concurseiros como a pedra no sapato. É na prova discursiva, ou de redação, que muitos candidatos perdem valiosos pontos, ou melhor, deixam de ganhar.

Não se pode nunca se descuidar ou deixar de lado a redação. A nota da redação geralmente é o diferencial em concursos muito acirrados.

A redação deve ser considerada como uma matéria, igual às outras. Merece atenção e estudo. Mas como se estuda redação? Simples, praticando.

Algumas pessoas têm o dom da escrita, outras nem tanto. Então é preciso estar preparado para fazer uma boa redação. Nada melhor do que a prática para conseguir aumentar o desempenho.

Procure os temas cobrados em outros concursos e refaça-os. Pelo menos uma por semana.

Uma boa dica é ler com mais frequência notícias e livros. A leitura enriquece o vocabulário, e faz você perceber a coesão nos textos, auxiliando você quando precisar estruturar o seu.

É comum os concurseiros escreverem redações sobre temas cotidianos, da atualidade, e remeter a outras pessoas para avaliação. Se você não conhece, ou não tem acesso a profissionais que possam te ajudar nesse quesito, pode passar a amigos, de preferência os mais cultos.

A opinião de quem tem o costume de ler e está antenado com os acontecimentos no mundo, pode servir como parâmetro para saber se a sua redação precisa de melhoria, e onde poderia melhorar.

Há profissionais que, além de corrigir e opinar sobre as provas discursivas, ainda elaboram os temas de redações conforme o estilo da banca examinadora. Se você tem muita dificuldade em escrever, vale o investimento.

Décimo Segundo Passo – Vivencie o dia “D”

Se você chegou até aqui é porque realmente você está disposto a conseguir ingressar em uma carreira pública. E nada melhor do que se testar na prática. É hora de fazer um concurso de verdade, mesmo não sendo o que você idealizou.

Para alguns concurseiros, foi essencial passar por essa experiência antes para poder sentir o ambiente e adquirir bagagem e experiência, principalmente emocional. Dizem alguns concurseiros, que foi vital para suas aprovações nos concursos que eles realmente queriam.

Prestando outros concursos você vai ter mais experiência para gerir o tempo de prova, e para aprender a controlar a ansiedade, vilã de muitos concurseiros.

Vivenciando exatamente na prática o dia do exame, vai deixando você mais tranquilo e confiante para realizar novas provas. Também é importante para saber como anda seu grau de conhecimento. Pelo resultado você consegue saber onde foi bem e onde precisa melhorar.

Mesmo que não se sinta pronto para prestar um concurso público, encare isso como mais uma lição de aprendizado necessário.

Para se aprimorar alguma coisa é preciso treino. Para os concursos funciona exatamente da mesma forma. Fazendo provas, mesmo sem ambição, estará treinando. E quando chegar a hora, estará preparado.

Lembre-se que não adianta estudar matérias que não tenham a ver com o que você almeja. Ou você procura concursos que tenham a mesma exigência, ou faz concursos para testar seu conhecimento somente das matérias regulares, que são exigidas em qualquer certame.

Décimo Terceiro Passo – Treine concursos antigos até enjoar.

Mais uma boa maneira de aprendizado é realizando provas anteriores. Repita-as até que acerte todas as questões.

Você consegue obter melhores resultados quanto à fixação do conteúdo quando se repete, até de forma exaustiva, provas aplicadas em certames anteriores.

Exercícios e simulados devem ser constantemente praticados, mas sem se esquecer da parte teórica. Não adiante saber resolver todos os problemas, se ao mudar o modo de questionamento, você se perder e não saber a resolução.

Décimo Quarto Passo – Seja persistente!

E por fim, mais uma motivação: nunca desista dos seus sonhos. Não existe fórmula mágica para conseguir ser aprovado no primeiro concurso. O que existe são candidatos mais preparados e candidatos menos preparados.

Você é senhor do seu destino e a aprovação, se seguir corretamente todos os passos aqui especificados, seu sonho se tornará mais possível de ser realizado.

Você não pode, de maneira alguma, desalentar, perder o ânimo mediante possíveis reprovações. Isso é absolutamente normal no mundo dos concursos. Raros são os concurseiros que conseguiram a aprovação já no primeiro exame que prestaram.

Então, não se abale caso não consiga de imediato. Seja persistente e continue lutando para conseguir atingir o seu objetivo. A sua hora pode demorar, mas não tardará se você continuar focado e empenhado.

O que não pode acontecer é a sua pontuação ir diminuindo conforme você vai prestando mais e mais concursos. Se isso acontecer, é sinal de retrocesso. Você precisa urgente retomar o controle da situação e analisar onde está o erro.

Esfrie a cabeça e recomece tudo de novo. Pode ser a pressão pela aprovação, tanto sua consigo mesmo, como a de terceiros. Se a opinião dos outros causa incômodo, melhor não ficar espalhando os seus planos.

Você deve estar sereno, e completamente focado no objetivo para ter sucesso.

Espero que esse passo a passo possa ajudar muitos concurseiros espalhados nos quatro cantos do Brasil.

Um forte abraço!

Sobre Concurseiro Paulista

Sou ex-Oficial Aviador da Marinha e bacharel em Ciências Militares pela Escola Naval.Sou um dos responsáveis pelo site Concurseiro Paulista que já tem 16 anos de história. Venho nesse Blog passar toda a minha experiência, pois já consegui ser aprovado em 33 Concursos Públicos, entre eles Delegado Civil e Federal e tantos outros. A nossa missão e compromisso é ajudar você ser aprovado também.