Organizando as disciplinas para estudar

Tempo de leitura: 7 minutos

Organização é tudo! 

É de suma importância saber organizar as disciplinas para estudar. Definir bem o seu plano de estudos e delimitar bem os horários para as tarefas serão determinantes para a eficácia no processo de aprendizagem. 

Nas próximas linhas vamos tentar ajudar vocês a se organizarem de uma maneira que fique mais fácil conciliar a rotina, e a fazer um planejamento / cronograma diário. 

Como sabemos que nossos leitores são estudantes com vários perfis, vamos generalizar um pouco, mas cada um pode adequar e ajustar de acordo com sua disponibilidade. 

A primeira coisa a se fazer é estipular os seus horários. Precisa deixar bem especificado o que fazer em determinado momento. E é muito importante que siga à risca, como se fosse uma bula de remédio.  

Cronometre exatamente tudo. É claro que você terá que abrir mão de algumas atividades para estudar. Se você trabalha, seus tempos livres, de intervalos, se tornarão grandes aliados no estudo. Esses tempinhos servem para rápidas revisões ou leitura de jornais por exemplo. Atualidades também é cobrado em algumas provas de concurso público. 

O modo mais fácil é montar uma planilha com os horários e as tarefas a serem realizadas no período. Descreva o objetivo e as atividades. Todas elas. Por exemplo:  

  • das 06h00 às 07h00 – tomar banho, preparar o café e o lanche das crianças, arrumar as crianças para a escola e ler o jornal; 
  • das 07h00 às 07h30 – levar as crianças para a escola; 
  •  das 08h00 às 12h00 – trabalho (obs.: ler sobre jurisprudências no intervalo das 9h45 às 10h15). 

Lemabrando que isso é só uma ideia de como preparar o seu cronograma diário. 

Ah, uma coisa importante, nesses pequenos intervalos que você dispõe, procure colocar em pauta matérias que você tenha mais afinidade.  

Outra boa dica é criar uma redação com temas atuais. 

Quando for colocar na planilha o horário de estudo, você deve determinar as disciplinas a serem estudadas naquele dia.  

 

E como organizar as disciplinas e escolher qual matéria estudar em dado momento?  

Com a jornada diária definida e lançada no cronograma, você terá uma noção melhor do tempo que terá disponível para estudar. Só não esqueça que o descanso é vital no processo.  

Reserve o mínimo de seis horas para dormir e relaxar. Mas isso depende do organismo de cada um. Tem quem necessite de no mínimo oito horas, e há quem fique bem com apenas cinco horas de sono. O importante é respeitar o limite do seu corpo. 

 

Mas, voltando às matérias e a organização do plano de estudos: 

Com o concurso lançado e as Inscrições abertas, no Edital você encontrará a relação de matérias que serão cobradas e quais os pesos que cada uma terá.  

De posse disso e do tempo que terá para estudar diariamente você começará a organizar seu ciclo de estudo, ou seja, poderá dividir o tempo destinado a cada disciplina. 

Além das matérias de maior peso, você deve separar as matérias de acordo com os seus conhecimentos prévios. Em níveis de afinidade, podendo ser divididas em três níveis: fácil, médio e difícil. 

Dessa forma, sua planilha terá quatro quadros: Matérias importantes, matérias difíceis, matérias de média assimilação, e, matérias fáceis. 

Não precisa detalhar as disciplinas em seus tópicos. Procure agrupar as matérias. Por exemplo, cite Matemática e Raciocínio Lógico. Não precisa discriminar seus elementos: sistemas, potencialização, estatística, etc. Apenas vá passando pelo conteúdo, sem deixar nada para trás. 

Se você dispõe de seis horas para o estudo diário, separe-os dentre as matérias da seguinte forma: as de conhecimentos específicos, que possuem maior peso, devem encabeçar a lista, seguidas das matérias mais difíceis, das de média dificuldade, e por último, as mais fáceis. 

As matérias que tem mais afinidade, aquelas que você considera mais fácil, e que já detém um conhecimento prévio, precisarão de menos tempo do que as outras para estudar. Dedique um maior tempo às matérias mais difíceis, porque a assimilação será mais demorada. 

Uma dica importante é alternar as matérias, pois o cérebro tende a render mais quando você assimila facilmente uma coisa. Quando entrar em outro assunto, ele vai estar em ritmo acelerado. 

Por exemplo, se você gosta e tem facilidade em português, estude essa matéria por 30 ou 40 minutos, depois passe para química. O cérebro já estará “trabalhando e absorvendo” melhor as informações de português, o que deve ajudar quando for passar para química. A cadência do ritmo de armazenagem de informação deverá permanecer. 

Vale a pena ter uma certa flexibilidade quanto aos dias de cada matéria, muito por conta de eventuais imprevistos que pode ocorrer pelo caminho. 

Você também pode prover alteração na sua grade de matérias dentro do cronograma conforme vai entendendo ser necessário priorizar outro conteúdo. Você que vai sentindo durante os estudos.  

Inicialmente, se você estudava uma hora diária de física, e conseguiu desenvolver bem o conteúdo, pode diminuir para 40 minutos e priorizar algum conteúdo que está longe de terminar ou que tenha mais dificuldade. 

Outra coisa importante é que não deixe matérias pela metade. Se você estipulou duas horas para direito criminal, por exemplo, e não conseguiu cumprir o cronograma por conta de algum imprevisto, quando retornar aos estudos, procure terminar o direito criminal antes.  

Assim, evita que só reveja o assunto na próxima semana. Sim, porque os cronogramas são, geralmente, semanais, assim como uma grade de horário de uma escola ou universidade. 

Independente se você já saiba tudo de todas as matérias, é recomendado que continue revisando cada conteúdo. Volte ao começo e tenha certeza que nada ficou pra trás. Faça simulações para confirmar se você está sabendo tudo mesmo. 

Outra ponto a se observar é que, dependendo da matéria, uma hora desprendida a ela é pouco. Ajuste bem o seu cronograma, mesmo que não encaixe tudo dentro de uma semana. Faça ciclos de dez dias se for preciso. Mas esforce-se, pois sem dedicação você tende a nadar e morrer na praia. 

Você tem tempo para estudar tudo, é só se programar. Mesmo após a saída do Edital, até a realização das provas, um período razoável você terá para estudar. E convenhamos, se você pensa em ser aprovado em concurso público, você não precisa ficar esperando nenhum Edital ser publicado começar a estudar. 

Por fim, é bom ratificar que cada minuto vago é uma oportunidade que você tem para estudar. Tenha sempre em mãoes algum material de estudo ou de leitura complementar.  

O tempinho extra pode aparecer onde você menos espera, Esteja preparado. E sem falar onde você já sabe que terá tempo para aproveitar, como: ida e volta do trabalho no ônibus ou metrô; espera na fila de um banco ou supermercado; durante intervalos para lanche ou almoço, etc. 

Importante: aproveitar todo tempo disponível não quer dizer que vocês precisam se alimentar rapidamente para sobrar mais tempo para estudar. Tudo tem seu tempo, nada de atropelos.  

Alimentem-se adequadamente, durmam o necessário, e desfrutem de momentos de lazer e diversão, moderadamente durante o processo de estudo. Essas são ações tão fundamentais quanto estudar. 

Organizando as disciplinas para estudar
3 (60%) 1 vote

Sobre Carlos Gusmão

Sou ex-Oficial Aviador da Marinha e bacharel em Ciências Militares pela Escola Naval. Sou um dos responsáveis pelo site Concursado.org que já tem 16 anos de história. Venho nesse Blog passar toda a minha experiência, pois já consegui ser aprovado em 33 Concursos Públicos, entre eles Delegado Civil e Federal e tantos outros. A nossa missão e compromisso é ajudar você ser aprovado também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *