O que fazer se eu for aprovado no concurso e ainda estiver trabalhando no regime CLT?

Tempo de leitura: 5 minutos

A cada dia que passa cada vez mais pessoas estão buscando o concurso público como uma alternativa de trabalho. E isso tem acontecido não só com pessoas que estão desempregadas, como também com aqueles que possuem um emprego fixo que é regido pela contratação por CLT.

Situação está que tem acontecido por uma série de motivos, desde o sonho em conseguir uma oportunidade no setor público até o desejo de procurar uma opção segura na crise que o país está vivendo.

Isso porque, por conta da crise, uma série de empresas do setor privada acabam se vendo obrigada a realizar diversos cortes de gastos, que acabam incluindo corte de pessoal, para continuarem com as suas portas abertas. O que acaba gerando um clima de grande instabilidade e insegurança que preocupa os trabalhadores.

Dessa forma, o concurso acaba representado estabilidade e segurança, além de uma garantia de que as contas serão pagas todos os meses. Afinal de contas, a verdade é que em um período de crise ou não, as contas vão continuar vindo todo mês e é preciso ter uma garantia de salário para manter as finanças em ordem, algo que só o setor público pode oferecer.

Além disso, há também uma série de outros motivos que acabam levando os profissionais a procurar o setor público.

Entre eles estão os salários vantajosos, que costumam ser maiores do que os que são oferecidos para as mesmas ocupações dentro do setor privado, os bons benefícios, que variam de acordo com a empresa escolhida e que são somados ao salário, e também as condições especiais de mercado, que incluem facilidade na hora de conseguir um empréstimo e também taxas de juros mais interessantes em caso de financiamento.

Mais ainda, há também aqueles que enxergam no concurso uma oportunidade de ter uma maior qualidade de vida.

Algo que é buscado por meio do respeito à jornada de trabalho, algo que existe no setor público, mas que é difícil de ser encontrado no setor privado. Só quem já trabalhou em grandes empresas sabe que horas extras são parte da rotina, o que pode ser extremamente cansativo.

Dessa forma, você acaba decidindo por prestar um concurso para uma vaga que não só tenha a ver com o seu perfil, mas também com os seus objetivos de carreira. Depois de um período de espera, chega o resultado: positivo. Você finalmente conseguiu ser aprovado no concurso que sempre desejou.

Porém, é nesse momento que costuma surgir uma dúvida muito comum. Dúvida esta sobre o que fazer e como proceder em situações nas quais se é aprovado em um concurso – e se tem o desejo de assumir o cargo -, mas ainda está empregado sob o regime CLT em outra empresa privada.

E é exatamente pensando em tudo isso que nós reunimos aqui uma série de informações sobre o assunto. Tudo para que você saiba tudo o que precisa saber sobre ele e adote os procedimentos corretos quando se encontrar na presente situação, de forma a conseguir assumir o seu cargo no setor público sem maiores complicações.

Entenda como proceder em casos de aprovação em concursos enquanto ainda se trabalha sob CLT

A situação mencionada é muito mais comum de se acontecer do que muita gente imagina. Isso porque, para muitos, um cargo dentro do setor privado é necessário para se manter até que se obtenha a aprovação em um determinado concurso público, de forma que quando a aprovação chega, o profissional ainda trabalha sob o regime CLT.

A primeira coisa que você precisa ter em mente na hora de pensar sobre a sua demissão é que a empresa para a qual você trabalha não tem obrigação nenhuma de demitir você sem justa causa, de forma que esse processo deve ser conversado entre você e seu superior.

Sabendo isso, é preciso que você saiba que há a possibilidade de dois tipos de demissão diferente. São eles a demissão sem justa causa, na qual você consegue sacar o seu FGTS com um acréscimo de 40% de multa e recebe os seus demais direitos e também a opção de você se demitir, na qual você não só deve realizar uma indenização de seu aviso prévio, como também vai receber apenas aquilo que for proporcional ao seu período de trabalho.

Dessa forma, o processo de pedido demissão é aquele com trâmite mais rápido, mas que deve ter o aviso prévio levado em consideração. Porém, é fato que a demissão sem justa causa é mais vantajosa para o funcionário, de forma que isso pode ser algo acordado entre funcionário e empresa. Porém, é importante que antes de assumir o cargo no setor público você já esteja completamente desligado da empresa para a qual trabalhava.

Por isso mesmo, vale a pena conversar com o contratante e explicar o processo pelo qual está passando para que não haja nenhum mal entendido e você acabe deixando passar a sua vaga. Além disso, também é uma boa pedida negociar com a empresa para a qual você trabalha, explicando os motivos de sua saída, de forma a conseguir um bom acordo para ambos, com a dispensa do cumprimento do aviso prévio, por exemplo.

Levando tudo isso em consideração e sendo proativo para agilizar todos os processos, os trâmites entre você e sua antiga empresa serão realizados de maneira rápida e prática. Afinal de contas, esse processo é muito mais comum do que você imagina, mas é preciso ser lidado com habilidade para que você não acabe se enrolando durante o processo.

Dessa forma, assim que ver o seu nome na lista de aprovados do concurso que você prestou, já corra para a sua empresa para informar sobre a sua demissão, de forma a agilizar o máximo possível este processo. Afinal de contas, a última coisa que você vai querer é o seu antigo emprego atrapalhando o emprego que você sempre sonhou em conseguir não é mesmo?

Sobre Blog Concursado

Sou ex-Oficial Aviador da Marinha e bacharel em Ciências Militares pela Escola Naval.Sou um dos responsáveis pelo Blog Concursado que já tem 16 anos de história. Venho nesse Blog passar toda a minha experiência, pois já consegui ser aprovado em 33 Concursos Públicos, entre eles Delegado Civil e Federal e tantos outros. A nossa missão e compromisso é ajudar você ser aprovado também.