Não tenha medo de começar do zero tudo de novo.

Tempo de leitura: 3 minutos

Sei que o novo, o desconhecido dá um medo e corrói as nossas entranhas, mas faz parte da nossa vida e do nosso aprendizado como pessoa.

Vou te passar uma experiência que foi a mais desafiadora e dramática da minha vida. Foi quando pedi para ser desligado como Tenente da Marinha de Carreira graduado pela Escola Naval.

Não me sentia feliz e nem preenchido profissional, quanto mais financeiramente. O tamanho do prestígio a qual o cargo outrora teve durante a história brasileira não é condizente ao que merece, pois é um processo seletivo difícil, são anos de estudos, aprendizados e abnegações familiares.

Sai do Rio de Janeiro e voltei para São Paulo com muitas dívidas. Não por irresponsabilidades financeiras, porque o salário de um oficial de marinha é bem depreciativo e o custo de vida na capital carioca é bem dispendiosa.

Transferi da UFRJ Direito para UNICAMP, queria USP, mas na época não consegui ser encaixado, era até bem mais perto da casa dos meus pais.

Comecei tudo do zero, tive os mesmo problemas de qualquer universitário e de uma pessoa que estava querendo almejar um cargo público. Procurei emprego pra tudo que se imagina, até para ser faxineiro, e pasmem, não conseguia. Talvez o empregador não acreditava no meu currículo escolar ou não queria pagar o que sou merecedor, vai saber, rsrs.

Em 2008 era eleição, me lembro até hoje, eu balançando bandeira de político para ganhar 30 reais, foi isso que sobrou para ganhar dinheiro, isso é tudo fato verídicos. E ainda ter que aturar “companheiras” de trabalho, nos meus louros dos meus 21 anos, falar que estava velho, que as mulheres querem é novinho, vê se pode? hehe

Vocês não tem ideia da pressão familiar que tive. Todo mundo falava que eu precisava urgentemente de um tratamento psiquiátrico, pois eu não era normal. Como pode um cara largar carreira de Oficial da marinha e com estabilidade.

Os primeiros 4 meses foram muito difíceis mesmo, mas as coisas foram melhorando. O primeiro concurso que passei foi o MTE Agente Administrativo em 2008 prova CESPE, tomei posse em Janeiro de 2009, era 2 mil reais, não era muita coisa. Era bem pertinho da faculdade, em SP, estava bom demais.

Em 2009 passei na PRF da FUNRIO que deu aquele rolo danado de fraude e Agente da PF prova CESPE, mas não tomei posse em nenhum dos 2. Passei em um monte de concurso nesse ano, mas tomei posse em 2010 como Delegado Civil de um Estado e fiquei lá durante 2 anos.

E passei no concurso de delegado da PF em 2012, mas fiquei lá só 1 ano para ser empresário, pois sentia que o cargo público não era mais o meu lugar.

Não estou aqui largando seda, que sou isso e aquilo, pelo amor de Deus, ok. Tudo na vida, tem um recomeço.

Se você não está satisfeito com sua graduação, formação e profissão, olha, não perca tempo, mude. Só que antes, analise, planeje durante 3 meses o que você realmente quer para sua vida e principalmente para os seus descendentes.

É igual um relacionamento que está desgastado. Só porque que está casado há 10, 20, 30 anos continuam e tem medo de divorciar, pois o novo dá medo. Está acostumado com a rotina.

Então é isso aí, meus amigos. Sejam ousados sempre, tenho certeza que vai lhe ajudar muito na sua vida. Se tiver algo lhe incomodando, não perca tempo: Pé na bunda deles! Rsrs,

 

O projeto Concurseiro Paulista só existe pois é um prazer inenarrável ser redator, sou um voluntário. A única recompensa financeira que quero é a sua aprovação e nada mais. Só peço que dê o gás e valorize o esforço e a dedicação e divulgue a nossa comunidade.

Sobre Concurseiro Paulista

Sou ex-Oficial Aviador da Marinha e bacharel em Ciências Militares pela Escola Naval.Sou um dos responsáveis pelo site Concurseiro Paulista que já tem 16 anos de história. Venho nesse Blog passar toda a minha experiência, pois já consegui ser aprovado em 33 Concursos Públicos, entre eles Delegado Civil e Federal e tantos outros. A nossa missão e compromisso é ajudar você ser aprovado também.