Metodologia GTD: saiba como usá-la a seu favor em concursos

Tempo de leitura: 6 minutos

Começar a se preparar para concursos pode parecer algo relativamente simples. Afinal, basta selecionar os conteúdos e materiais a serem estudados e colocar a “mão na massa”. Porém, existem algumas estratégias que podem ajudá-lo a aumentar sua produtividade e, consequentemente, melhorar sua performance, como é o exemplo da metodologia GTD.

Quer saber mais sobre o GTD, e descobrir como esse método pode ser usado a seu favor em concursos? Então continue a leitura e prepare-se para revolucionar sua maneira de estudar!

O que é o GTD?

O GTD, abreviação de Getting Things Done, é uma metodologia desenvolvida pelo americano David Allen. A proposta básica do GTD é simples, mas tentadora: aumentar a produtividade, mantendo baixos os níveis de estresse enquanto realizamos as tarefas do cotidiano.

A “bíblia” do GTD é o livro publicado em português sob o nome “A arte de fazer acontecer”. Nessa obra, David Allen explica que a metodologia possibilita que mantenhamos um estado de “mente clara como água”.

Essa é uma analogia com uma imagem usada no caratê, que significa a posição de disponibilidade perfeita, ou seja, quando conseguimos responder de maneira compatível ao que uma situação exige, sem estresse, sem exageros, sem desconforto e, logo em seguida, voltamos ao nosso estado habitual de tranquilidade e produtividade.

Por que ele pode ajudá-lo em concursos?

Por ser um método capaz de nos tornar mais tranquilos e produtivos, o GTD é um ótimo método para concurseiros.

Ele pode ajudá-lo a tornar sua rotina de estudos mais organizada e fará com que seu tempo renda muito mais enquanto você se prepara para a prova. E, o mais importante: com uma performance cada vez maior nos estudos, você ficará mais protegido do nervosismo que tanto abala quem compete por uma vaga pública!

Como o GTD funciona?

A metodologia GTD é divida em cinco etapas, que nos ajudam a ter uma rotina mais produtiva.

Entenda cada uma delas e veja como aplicá-las em seus estudos:

Coleta

Para começar a entender o GTD, é essencial saber que, para o método, “tralha” é, resumidamente, tudo aquilo que entra na sua vida e precisa de uma destinação. Aplicando à vida estudantil, tralha seria: livros que você tem que ler, resumos a serem feitos, aulas a serem vistas, enfim, tudo aquilo com o que você precisará lidar até o dia da sua prova etc.

Assim, coletar é reunir sua tralha em uma caixa de entrada exterior à sua mente. A coleta serve principalmente para “esvaziar” sua cabeça, mantendo as informações em um lugar externo e confiável.

Ao estudar para concursos, sua coleta deve consistir em registrar em algum lugar (um caderno, uma agenda, uma planilha eletrônica) tudo o que você precisa estudar, quais tópicos precisa rever, quais dúvidas precisa esclarecer, quais materiais de estudo precisa adquirir, enfim, tudo o que possa manter relação com sua preparação.

Processamento

A etapa de processamento, ou esclarecimento, é quando você define se há algo a ser feito com cada afazer (tralha) identificado na fase de coleta. É hora de verificar se as tarefas demandam ou não providências suas, e o que você, afinal, fará com cada informação que coletou.

Nessa etapa, você deve fazer imediatamente as ações que demandem menos de dois minutos e adiar as tarefas mais demoradas para realizá-las em momento oportuno.

Por exemplo: você consegue responder a uma questão de concurso em menos de dois minutos? Então faça isso agora!

Precisa de mais tempo para terminar de assistir àquela videoaula? Então adie para quando puder!

Organização

Na fase de organização se tem a oportunidade de estabelecer com detalhes como se lidará com as etapas da preparação.

A essa altura, você já sabe o que precisa fazer em seus estudos, só resta definir como agirá. A criação de um plano de estudos pode ajudar você a definir suas próximas ações (por exemplo, estudar Direito Administrativo, fazer um mapa mental de Língua Portuguesa ou resolver questões de Matemática).

A etapa de organização também pode ajudá-lo a definir quais são seus “materiais de referência”, ou seja, materiais didáticos que irão dar suporte aos seus estudos em cada tópico a ser aprendido.

Revisão

Um dos fundamentos do GTD é a revisão. Ao longo de seus estudos, de preferência uma vez por semana, procure refletir sobre suas estratégias, faça eventuais ajustes e certifique-se de que o método está funcionando bem para você.

Ação

Agora, é o momento de começar a estudar efetivamente! Essa é uma etapa do GTD muito importante para concurseiros, pois nem sempre é fácil decidir o que fazer, no meio de tanta coisa para estudar.

Você pode escolher o que faz com base em quatro critérios, que devem ser usados de forma combinada e nessa ordem:

Contexto

Dependendo de onde você está, é possível ou não estudar certas coisas. Por exemplo: se você estiver no ônibus, sem seu computador, talvez não consiga assistir a aulas em vídeo gravadas em seu HD. Porém, se tiver um livro em mãos, pode lê-lo e grifar partes importantes.

Tempo disponível

Você precisará sair de casa daqui a 15 minutos e está em casa. O que é possível estudar com qualidade nesse período?

Energia disponível

Você trabalhou o dia todo e está bastante cansado. O que seria possível estudar com qualidade, nessa condição física e mental?

Prioridade

O dia da prova está chegando, e há dois tópicos que ainda precisam ser estudados. Um deles você já relativamente domina, e no outro tem muita dificuldade. Qual é o conteúdo prioritário?

Quais ferramentas podem ser úteis na aplicação do GTD?

Há muitas ferramentas que podem ajudar você a colocar o GTD em prática. Confira as três principais:

  • Google Agenda: aqui, você pode anotar o dia da prova, dentre outras informações que precisem acontecer em um dia e horário específicos.

  • Evernote: o Evernote é a ferramenta perfeita para que você faça seus fichamentos, resumos e anotações relacionadas aos estudos.

  • Todoist: no Todoist, você consegue inserir seus projetos, metas, lembretes e outras informações de maneira bastante organizada, e acessível em qualquer lugar.

Você deve ter percebido o potencial que a metodologia GTD tem para se tornar sua grande amiga na hora de estudar. O método é bastante rico, e vale a pena ler A arte de fazer acontecer caso você queira implementar o GTD em um nível mais avançado.

Aprendendo a coletar, processar, organizar, revisão e agir, será mais simples dar conta de tudo aquilo que você precisa estudar, para arrasar no dia da prova, com mais tranquilidade e conforto mental.

Gostou desse conteúdo? Então compartilhe-o nas redes sociais!

 

Sobre Concurseiro Paulista

Sou ex-Oficial Aviador da Marinha e bacharel em Ciências Militares pela Escola Naval.Sou um dos responsáveis pelo site Concurseiro Paulista que já tem 16 anos de história. Venho nesse Blog passar toda a minha experiência, pois já consegui ser aprovado em 33 Concursos Públicos, entre eles Delegado Civil e Federal e tantos outros. A nossa missão e compromisso é ajudar você ser aprovado também.