Falo italiano, quais concursos prestar?

Tempo de leitura: 6 minutos

Olha aí você quebrando a cabeça tentando saber onde começa a investir seu conhecimento em uma língua estrangeira que tem pouca divulgação midiática, apesar de ser considerado um idioma patrício, ao menos quando se leva em consideração seu berço.

“Falo italiano, quais concursos prestar?” e a gente vai tentar te dar opções viáveis às características que você, falante de italiano pode ingressar!

É, meu caro, sabemos que o mercado de trabalho está muito exigente e os idiomas que são mais destacados, aqueles do grupo “pop” que engloba inglês, francês, espanhol (e cada vez mais o chinês), acabam sendo os queridinhos para ingressar no mundo corporativo.

Mas, nada está perdido, se você faz a pergunta que te trouxe até aqui (“falo italiano, quais concursos prestar?”) é porque deve imaginar que concursos públicos podem garantir o seu espaço para exercer uma função com garantia de ótima remuneração e estabilidade.

Então, vamos à sua preocupação “falo italiano, quais concursos prestar?”. No entanto, antes de tudo é importante saber que é preciso preencher todos os pré-requisitos necessários para concorrer às vagas, mas ter o idioma italiano ao seu lado garante a candidatura para vagas exclusivas que precisem da proficiência neste determinado idioma.

Acha que não há tanta oportunidade? Olhe mais uma vez! Professores, tradutores, fiscais, acadêmicos, diplomatas e muito mais; todas essas funções, cargos, profissões estão disponíveis em concursos públicos pelo país inteiro, em todos os municípios, estados e instituições.

O italiano é a língua que é prima do português e ela está a um passo do latim. Isso, mesmo! O idioma italiano e o sardenho são as línguas que remontam demais ao que foi o latim. Apesar da pouca divulgação, a língua italiana é muito importante na Europa como um todo.

É uma das principais da Organização para a Segurança e Cooperação, sendo destacada como oficial e é a terceira que mais tem nativos na União Européia. Vaticano, San Marino, Eslovênia, Croácia, Criméia, Mônaco, Montenegro, Tunísia, Albânia, Montenegro, Tunísia, além dos três países da África Oriental Italiana e os descendentes da África do Norte Italiana falam italiano. 

Percebeu a profusão de possibilidades em poder se orgulhar ao dizer “falo italiano”? Apesar de ter várias oportunidades para cargos privados, há ainda as possibilidades atraentes que os concursos públicos promovem e traremos elas aqui.

E agora? Falo italiano, quais concursos prestar?

Lógico que para cargos acadêmicos são mais divulgados, mas quaisquer concursos que tenham a exigência para o idioma italiano você pode se candidatar em qualquer estado brasileiro. E você aí achando que não poderia praticar uma função para sua capacitação.

Professor de Italiano

“Falo italiano, quais concursos prestar?” e a primeira coisa que vem a mente é lecionar, não é mesmo? O nome já discorre sobre a designação da vaga.

Destinada para os candidatos que queiram atuar como professores em universidades federais por todo o território nacional. Os pré-requisitos para ser selecionado num processo seletivo de concurso público para professor da língua italiana são, estar cursando licenciatura em Letras-Italiano, ou já ter o diploma.

O processo seletivo é feito de duas formas, os candidatos participam da prova teórica e específica e logo depois, uma prova oral é realizada com uma equipe especializada da coordenação da universidade.

Tradutor e Intérprete

Já viu que muitos eventos têm um tradutor? Sabia que há concurso público para ser intérprete comercial ou mesmo tradutor em reuniões importantes? Com ele você pode ler e passar certidões, traduzir livros, documentos, traduções em segredo de justiça ou extrajudicial, tradução simultânea em eventos, reuniões e diversas funções relacionadas com o cargo.

Quem quiser participar do processo seletivo deve possuir licenciatura em Letras, com especialização em italiano e o título de bacharel ou um certificado comprovando a fluência em italiano.

Tradutor juramentado

Aqui você faz parte das repartições públicas. O papel de um tradutor juramentado é garantir que um documento redigido numa língua estrangeira tenha importância no país e isso só acontece depois que ele é traduzido oficialmente.

É aqui, meu caro, que entra o tradutor juramentado. Esse profissional vai traduzir todos os documentos oficiais do governo, certidões, acordos, atestados e afins e só a partir de sua interferência que estes textos começam a ter valor em território nacional.

As provas para essa vaga só acontecem quando há necessidade para preenchimento dessa vaga num concurso realizado pela Junta Comercial do local onde você mora. É necessário ser maior de 21 anos para participar, além de preencher outros pré-requisitos importantes que estão descritos no edital.

Uma prova escrita e uma oral vão pôr em prática a sua expressão “falo francês, quais concursos prestar?”

Auditor Fiscal da Receita Federal

O Ministério da Fazenda contrata, de tempos em tempos, profissionais para realizarem inspeção e fiscalização de diversos tipos de estabelecimento (seja da indústria, comércio ou apenas prestação de serviço).

Além disso, trabalhar em diversos estabelecimentos, poder autuar, avaliar estações, aduanas, mercados, receber por volta de R$ 7.000,00. “Falo italiano, quais concursos prestar?” já é uma expressão que você começa a abandonar, não é mesmo? Lógico que além de ser fluente no idioma, você precisa ter outros pré-requisitos, como possuir o ensino superior, por exemplo.

Diplomata

Agora vamos ao concurso que brilha os olhos de todo mundo que procura um emprego, é a vaga para ser diplomata.

Você aí cansado de se perguntar “falo italiano, quais concursos prestar?”, aparece uma vaga oferecida pelo Ministério das Relações Exteriores (MRE), que promove um brasileiro nato ao cargo de cônsul brasileiro tratando de assuntos nos países em nome do Brasil.

Representando a nossa bandeira, negociando situações de crise, comercial e afins, colhendo informações e contribuindo para a segurança nacional.

Os pré-requisitos para ser um diplomata são: ser formado no curso superior e ter nascido no Brasil, não estar devendo à Justiça Eleitoral e estar em dia com as Forças Armadas e, logicamente, ter proficiência num idioma estrangeiro, no seu caso, o italiano.

O início da carreira de um diplomata é como terceiro secretário e a base salarial é de mais de R$ 17 mil. Em fim de carreira, a função paga R$ 26 mil. É parar de pensar e agir.

Sobre Blog Concursado

Sou ex-Oficial Aviador da Marinha e bacharel em Ciências Militares pela Escola Naval.Sou um dos responsáveis pelo Blog Concursado que já tem 16 anos de história. Venho nesse Blog passar toda a minha experiência, pois já consegui ser aprovado em 33 Concursos Públicos, entre eles Delegado Civil e Federal e tantos outros. A nossa missão e compromisso é ajudar você ser aprovado também.