É possível trabalhar em casa mesmo sendo concursado?

Tempo de leitura: 6 minutos

Devido aos grandes atrativos que a iniciativa pública oferece, cada vez mais pessoas buscam por cargos em que se adentra por meio de um concurso público. No entanto, muitas vezes, um dos maiores atrativos da iniciativa privada fala mais alto: a possibilidade de trabalhar na modalidade home office.

Mas será que existem cargos concursados da iniciativa pública que possibilitem que o trabalhador exerça sua função em casa? Hoje, falaremos de um dos cargos que abre esta possibilidade: a tradução juramentada.

Embora seja necessária a presença do tradutor em cartórios e em seu local de atualização em dias agendados, o trabalhador pode sim exercer grande parte de sua função no conforto de sua casa.

Mas, afinal, o que faz um tradutor juramentado?

Você já estudou fora? Já viajou, ou conhece alguem que já fez algum dos dois? Provavelmente sabe que é necessário lidar com uma alta quantidade de documentações. No entanto, você sabia que alguns destes documentos devem ser traduzidos e assinados para que passem a valer por aqui?

Bom, o mesmo acontece com empresas com franquias ou sede em outros países, laudos médicos de alguém que passou por uma operação fora do país, etc. Em suma, toda a documentação que passa por dois países precisa ser vertida para nossa língua para registros, e o tradutor juramentado é o único profissional que tem a autorização de lidar com este tipo de documento.

Isso porque, assim como outros profissionais que lidam com documentos, este profissional está comprometido a manter sigilo de todas as informações lidas. Eis o nome popularizado da profissão: é como se o tradutor fizesse uma jura de sigilo das informações traduzidas.

O tradutor, no entanto, apesar de poder exercer grande parte de sua função em casa, só pode traduzir documentos referentes ao estado no qual prestou concurso, e deve residir neste estado. Afinal, além do requerimento básico no edital ser este, cada estado pode definir como a profissão é exercida e quais suas especificações, além da formatação.

O tradutor, de praxe, tem um carimbo próprio. Você pode, portanto, verificar se algum de seus documentos foi traduzido ou vertido para alguma língua por um tradutor juramentado verificando o selo no verso do documento.

Qual a diferença de um tradutor juramentado para um tradutor comercial?

O tradutor comercial é um tradutor da iniciativa pública. Além de ele não poder traduzir nada de nível documental (na verdade, ele pode e muito provavelmente é capacitado para tal, mas este documento não terá validade para comprovação.), ele também trabalha com os preços impostos ou por ele ou por sua agência, que, por muitas vezes, são negociáveis.

Isto significa que, se você atua como tradutor comercial, especialmente se você for freelancer, é muito comum que discussões sobre preços e um caráter mais informal no contato com os clientes dificultem que você exerça melhor seu cargo.

Até porque, atualmente, sofremos muito com a desvalorização do profissional de tradução. Muitos potenciais clientes preferem o uso do Google tradutor, desconsiderando sua inacurácia e seus erros crassos pela vantagem de ser gratuito.

Eis a maior vantagem do tradutor juramentado: é garantia de que seu trabalho será sempre requisitado, pois a autentificação de documentos se faz necessária, então o cliente não pode simplesmente dispensá-la por conta de seu preço.

Além disso, há maiores especificidades direcionadas à tradução juramentada, sendo uma delas a formatação dos textos. Toda a tradução juramentada não começa apenas com o texto, e sim com um breve parágrafo indicando o tradutor e seu certificado, além de uma identificação do documento e do solicitante, que, apesar de opcional, é recomendada.

Em seguida, segue o texto corrido traduzido normalmente, da maneira mais fiel possível, e reproduzindo até mesmo as marcações existentes no papel, como selos, vistos, ticagens e assinaturas, e normalmente impressas em um papel especial, mais resistente do que o sulfite. Ao final da tradução, mais um parágrafo é acrescentado, com uma observação do tradutor garantindo que nada mais consta na documentação, e assertindo com uma pequena declaração de que o texto é fiel.

Além disso, o valor da tradução também deve constar neste último parágrafo do documento, por lei.

E como posso me tornar um tradutor juramentado?

O concurso público para tradutor juramentado, cujo nome oficial é tradutor público e intérprete comercial, não tem requerimentos específicos de formação. No entanto, é essencial que você tenha um domínio muito elevado na língua que almeja traduzir. Isto porque a prova consiste, primeiramente, em uma versão de prosa literária do portugues para a língua-alvo, e, em seguida, de uma prova oral.

Muitas universidades ministram, atualmente, cursos superiores com especialização em tradução e interpretação. Então, se seu sonho é se tornar um tradutor juramentado, é interessante considerar um curso semelhante ou trabalhar muito em desenvolver seu domínio linguístico.

É importante sempre se atentar a qual língua você está prestando o concurso, o que pode parecer uma besteira, mas é um erro comum de candidatos, que não leem o edital e acreditam estar prestando para espanhol, e se surpreendendo ao entrar em uma prova exigindo que traduza um texto em alemão.

Além disso, é importante prestar atenção no estado em que você está prestando e se certificar de que é naquele em que você reside, e também de que a formatação e as descrições da profissão condizem com aquelas que você espera. Enquanto alguns estados de fato permitem que o profissional trabalhe de casa, por exemplo, outros podem exigir que você esteja sempre presente no consulado ou até mesmo no cartório.

É justamente por isso que é sempre essencial que você verifque sempre o edital do concurso que você está prestando.

Se você se decidiu por se tornar um tradutor concursado, fique sempre ligado, porque os concursos não possuem periodicidade e nem previsão para abrir, então é importante sempre acompanhar. Afinal, se você perder uma oportunidade, você terá de esperar bastante para poder tentar de novo – o tempo de espera para a abertura deste tipo de concurso público pode ser de até 30 anos! Boa sorte e boa prova!

 

 

Sobre Concurseiro Paulista

Sou ex-Oficial Aviador da Marinha e bacharel em Ciências Militares pela Escola Naval.Sou um dos responsáveis pelo site Concurseiro Paulista que já tem 16 anos de história. Venho nesse Blog passar toda a minha experiência, pois já consegui ser aprovado em 33 Concursos Públicos, entre eles Delegado Civil e Federal e tantos outros. A nossa missão e compromisso é ajudar você ser aprovado também.