8 Dicas para manter uma boa postura durante a prova e não ter dores de coluna ou nos braços (concurso público)

Tempo de leitura: 17 minutos

Muitas pessoas veem nos concursos públicos a oportunidade para ter a profissão que tanto sonhou. No dia de fazer a prova, provavelmente, esse candidato à vaga estará tenso, o que normalmente acontece em momentos como esse. Porém, existem formas tornar a realização um pouco mais confortável.

Nem todo mundo se atenta a isso, mas a postura dotada por uma pessoa para realizar o teste é determinante para o resultado. Afinal, a prova é feita durante algumas horas e uma posição desconfortável pode trazer um incomodo enorme, fazendo com que esse candidato não consiga se concentrar o bastante ou sinta dores durante o processo.

Quando pensamos em nos preparar para uma prova, logo nos vem à cabeça temas como a preparação psicológica para o dia da prova, quais alimentos devem ser consumidos antes e durante a sua realização (qual alimento pode ajudar a fixação do que é aprendido na mente) e os hábitos que precisam ser modificados.

Ter uma boa postura no momento de estudar e, sobretudo, no momento da realização da prova, é um fator essencial para conseguir um bom desempenho.

Ao perguntar para alguma pessoa que já tenha prestado um teste muito longo quais foram os seus maiores incômodos durante a realização, a maioria dirá que não se sentiu confortável no momento da prova e que depois de um tempo as suas colunas e braços começaram a incomodar.

Isso realmente acontece, esse é um problema recorrente entre os concurseiros. Porém, ocorre por que as pessoas não costumam se preocupar tanto com isso previamente, não há uma preparação para encarar mais esse desafio. Portanto, as pessoas acabam optando por postura não recomendadas para a realização da prova e carregando dores durante dias.

Façamos um exercício mental. Se imagine sentado em uma cadeira e curvado sobre uma mesa durante horas. Não demorará muito para que seus glúteos comecem a doer, as suas pernas inquietas busquem por um espaço para se acomodar, a sua coluna te cause muito incômodo e os braços comecem a pesar.

Quando imaginamos esse tipo de situação, já se pode ter ideia de que esse problema durante a realização de uma prova não é muito raro.  Por isso, é fundamental que as pessoas conheçam formas de amenizar essa situação e causar menos dor ao próprio corpo enquanto respondem o teste.

A postura pode ser definida como um arranjo, uma forma de se comportar e posicionar o corpo harmoniosamente de forma estática e dinâmica, em algumas situações. Quando uma boa postura é encontrada, o corpo tem maior facilidade de se manter enquanto integra uma série de outras informações.

Uma junção entre a função do sistema musculoesquelético, do sistema nervoso e outros elementos que ganham fundamental importância, como a interação visual e cognitiva com o conteúdo da prova. Todas essas coisas juntas criam um ambiente mais confortável e adequado a receber informações, sem comprometer o conforto e a saúde de partes do corpo.

O mais adequado é que as pessoas se atentam às posturas adotadas no momento de realização das provas e, ainda antes, no momento em que se dá a preparação para fazer o teste, pois a pessoa passará um longo período submetido a isso. Deve estar devidamente pronto para encarar essa complicação.

A postura das pessoas é algo inconsciente, isso significa que a forma como essa pessoa se posiciona durante o dia influencia na maneira como se comportará durante a prova. Isso nada mais é do que a reprodução dos hábitos práticos no dia a dia. Portanto, não sentar corretamente durante a rotina pode prejudicar a realização da prova.

1. Exercícios para as costas e braços

Quando adotamos uma postura correta no momento de estudar, quando tornamos essa postura um hábito em nossa rotina, estamos também nos protegendo e nos mantendo longe do desenvolvimento da hipercifose, que é mais conhecida como corcunda. Que pode ser desenvolvida em qualquer pessoa que não tome os cuidados necessários.

Porém para assegurar uma boa postura, é necessário que as pessoas tenham músculos firmes, elásticos e fortes suficientes para dar a sustentação ao corpo. Para fazer com que o corpo tenha essas características é indicado que as pessoas façam exercícios e alongamentos todos os dias.

Ao fazer essas atividades, as pessoas estão fazendo com que a sua estrutura muscular seja relaxada e também se mantém longe das tensões, combatendo as dores que podem aparecer nos braços, nas costas, no pescoço e evitando os problemas que podem surgir da posição estática e das várias horas expostas a uma só postura.

Esses exercícios são muito simples e as pessoas podem realiza-los em qualquer momento. Podem ser feitos uma ou duas vezes por dia. Quando feitos ajudam as pessoas a melhorar a circulação do sangue no corpo, evitando sentir cansaço e fadigas relativas aos músculos, podem ser feitos por pelo menos 5 minutos.

Essa prática pode ter inúmero valor para as pessoas que vão prestar o concurso. Porém, deve ser feito com antecedência, antes do dia, para que no dia o corpo já esteja devidamente preparado para suportar as horas de exposição ao teste. Mas, principalmente, para que os músculos tenham a resistência necessária para se manter confortável.

2. Não cruzar as pernas

Para acabar com os problemas de não saber onde colocar as pernas, fazendo inúmeros movimentos embaixo da cadeira, aumentando o desconforto com a situação e desgastando o corpo, basta encontrar a postura adequada desde o início da prova. E para que isso aconteça basta evitar cruza-las.

As pernas devem ter um pequeno afastamento de uma para a outra, porém não é preciso deixa-las tão longe a ponto de incomodar, a intenção é que o afastamento fique quase que imperceptível. As plantas dos pés devem estar bem apoiadas no chão, de maneira firme para oferecer a sustentação necessária.

Outro aspecto que vale a pena ressaltar é que a distância existente entre os joelhos e o chão deve ser a mesma que a existente entre a cadeira e o chão. As pessoas devem se portar como uma extensão da cadeira. Isso evitará problemas.  Os joelhos flexionados devem formar um ângulo reto, 90 graus.

3. Mantendo as costas retas

Os problemas de coluna costumam aparecer com frequência na vida das pessoas que necessitam ficar sentadas durante longo período de tempo. Muito comum na vida de estudantes e pessoas que trabalham em escritórios e ficam horas do dia sentadas em frente a um computador.

Porém, existem formas também não de fugir dos problemas de coluna, mesmo para àqueles que trabalham nessa situação. O importante é manter as costas eretas. Não preciso força-la para trás ou exigir força para mantê-la bem posicionada, pois fazer isso também causará incomodo e pode comprometer os fazeres.

O importante é não deixar que as costas se curvem mais do que o normal, manter a curvatura natural delas. É importante respeitar a lordose que deve existir ao sentar, pois quando alguém é visto de uma visão lateral, a sua posição deve expressar uma suave curva que tenha o formato de um S.

E se as costas devem ter uma curvatura natural, que já é algo realizado pelo próprio corpo, os ombros devem ser uma lembrança constante das pessoas. Pois, essa parte do corpo deve ser levemente posicionada para trás. É necessário atento a isso, s ombros devem estar sempre um tanto mais retraídos que o restante das costas.

4. Posicionamento da cabeça

Ao se sentar também é importante se atentar ao posicionamento da cabeça. Fazendo isso, você estará se prevenindo de problemas no pescoço e dos torcicolos que muito incomodam. Esse, inclusive, é um problema que também costuma aparecer durante a realização de uma prova ou nos dias de estudo e preparação para ela.

Para se manter longe dos incômodos causados pelo mal posicionamento da cabeça, é preciso se atentar a elementos que complementam a postura adequado do restante do corpo. O queixo da pessoa ao realizar o teste deve ficar paralelo ao chão, isso é, com o olhar direcionado para frente.

Nesse momento, nasce um questionamento na cabeça das pessoas. Dessa forma, como poderei voltar os olhos para prova, tanto para leitura quanto para respondê-la?

Essa recomendação é principalmente indicada para as pessoas que trabalha em escritórios e em frente a computadores durante muitas horas do dia, mas pode ser adaptada para quem vai realizar provas.

Não será possível manter o tempo inteiro com o queixo paralelo ao chão, pois é preciso sim voltar os olhos para baixo. Porém, é possível evitar uma curvatura mais acentuada das costas, ombros e pescoço. Faça movimentos leves, promova uma locomoção suave da cabeça. E, sempre que possível, respeite as indicações de manter a cabeça ereta.

A cabeça das pessoas costuma pesar em média cinco quilos, e quando abaixamos a cabeça para ler algo, esse peso é elevado para 13 quilos. Ou seja, a coluna fica responsável por sustentar mais de dez quilos. Claro que isso pode trazer uma série de desconfortos para as pessoas.

As dores de cabeça podem surgir desse excesso de peso, as dores nas costas e dores nos ombros também. Até mesmo hérnias de disco podem surgir de ficar muito tempo com a cabeça abaixada.

5. Posicionamento dos braços

Outro erro recorrente das pessoas é quanto ao posicionamento dos braços. Isso também pode trazer um desconforto imenso às pessoas durante a realização da prova. Os braços, muitas vezes, sofrem com o mesmo problema que as pernas, as pessoas locomovem eles de um lado para outro sem saber ao certo onde e como devem deposita-los.

Não saber como posicionar os braços ou deixá-los muito tempo expostos a posições desconfortáveis pode fazer com que dores apareçam no meio da prova, fazendo com que você se sinta incomodado e não se dedique a realização com o mesmo empenho que deveria ou espera ter.

Basta observar em sala, com diferentes pessoas realizando um teste, para notar que não há consenso quanto a melhor postura a se adotar. Os braços estão depositados de inúmeras formas diferentes e em diferentes lugares, enquanto alguns participantes estarão com os braços no queixo, outros terão o braço no pescoço, outra na cabeça e assim por diante.

Porém, existe também um melhor posicionamento para os braços. Eles devem ser pendidos ao longo do corpo, seguindo a postura das outras partes do corpo. Ou, ainda, os antebraços podem ficar apoiados em cima da mesa onde a prova está sendo realizadas. Dessa forma, as pessoas se sentirão mais relaxadas.

6. Postura ao dormir

Como já foi dito anteriormente, para conseguir ter uma boa postura durante a realização da prova e, sobretudo, não comprometer o resultado que tanto espera, é necessário se preparar com certo tempo de antecedência. Será preciso modificar alguns hábitos praticados no dia a dia.

Uma das coisas a ser mudada é forma com as pessoas costumam dormir. Isso faz uma diferença gigante no cotidiano das pessoas. Não somente atrapalham na qualidade da noite de sono dessas pessoas, como influencia em uma série de outros fatores. Uma má postura adotada durante o sono dificulta a correção de postura para outras situações.

É o que acontece no momento da realização de uma prova. Uma pessoa que dorme com postura não indicada terá dificuldades de preparar para o posicionamento adequado no dia da prova. Terá problemas para mudar os hábitos que já estão presentes em sua vida.

Existe uma maneira dite como correta para dormir. Os especialistas dizem que a melhor postura adotada para uma boa noite de sono deve ser acompanhada de um travesseiro baixo onde as pessoas irão apoiar suas cabeças. Outro travesseiro deve ser usado entre as duas pernas. Isso dará equilíbrio à altura do quadril e impossibilita que a pessoa rode a coluna.

7. Quando estiver em pé

Muitas pessoas pensam que apenas a maneira como ficamos quando estamos sentados influencia na postura e posicionamento de nosso corpo. Porém, em todos os momentos do dia a dia, estamos e exercitando e nos expondo a uma determinada postura. Devemos nos atentar a isso o tempo inteiro.

As bolsas e mochilas são um bom exemplo de elementos que podem comprometer a nossa postura, trazendo problemas futuros ao nosso corpo. O interessante é evitar carregar bolsas que sejam muito pesadas, o essencial é que se carregue cargas mais confortáveis sem que seja necessário fazer muita força por muito tempo.

Mas, isso pode não ser possível, afinal de contas, o que as pessoas carregam em suas bolsas e mochilas é pessoal e pode ser preciso levar coisas pesadas de um lado para outro, não existindo opção para tornar os pesos mais amenos.

Ainda assim, existe um erro recorrente cometido pelas pessoas. Elas costumam apoiar as suas bolsas pesadas nos ombros. Isso pode trazer problemas sérios. Nos ombros podem ser levadas apenas bolsas leves e, ainda assim, com o apoio das mãos. E nunca se deve deixar todo o trabalho apenas com um dos ombros. Alternar é lado é importante também.

8. Os ossinhos das nádegas

Isso também é algo que pode ajudar com que as pessoas se posicionem de forma correta durante o dia a dia. Aliás, uma forma de garantir que a boa postura não será praticada somente no momento de realização da prova. O essencial é que os hábitos comecem a ser praticados no período de preparação e continuam para o resto da vida.

Talvez você tenha percebido, mas em localização aproximada do centro das nádegas existem dois ossinhos, eles podem ser usados como um ponto de equilíbrio que determina uma boa postura. Portanto, a maneira certa de se sentar é se sustentando em cima de cada um desses ossinhos. Assegure-se de que está sentado em cima deles.

Outras formas de melhorar a sua postura

Por mais que seja importante manter uma boa postura para os momentos de realização de provas, as pessoas devem entender também o quanto é fundamental se preocupar com a postura em outras situações do dia a dia, isso pode influenciar diretamente em uma vida de qualidade comprometida.

Mantendo uma boa postura, as pessoas também estão fazendo com que a sua mente e o seu corpo estejam saudáveis e em sintonia. Quando você se preocupa em estar sempre com uma postura adequada, o seu corpo está alinhado. E isso faz com que problemas de saúde e desconfortos sejam evitados com maior facilidade.

Quando as pessoas estão com uma boa saúde, elas se sentem bem consigo mesmas e também faz com que elas se sintam mais autoconfiantes e comecem a acreditar em sua capacidade de realizar atividades que antes pareciam impossíveis de serem feitas.

Existem algumas formas de garantir que consiga uma boa postura e não apenas para os momentos em que está sentado estudando ou no momento em que vai realizar uma prova.  Existem uma série de práticas que podem ser adotadas facilmente no dia a dia e que modificam positivamente a vida das pessoas.

Uma dica que ajuda muito as pessoas que querem melhorar a sua postura é imaginar que existe uma corda presa ao topo de sua cabeça que está puxando você o tempo todo em direção ao teto. Quando as pessoas têm esse meio em mente, elas começam a se policiar e ficam mais rígidas quanto a sua postura.

No começo, pode ser algo difícil de fazer, pois é preciso ficar relembrando da prática constantemente. Mas, se feito de forma disciplinado, evitando os posicionamentos equivocados e prestando atenção na “corda”, os resultados obtidos podem ser muito satisfatórios.

Você sabia que é possível conseguir melhorar a sua postura usando fita crepe? Para fazer com que isso dê certo, precisará que alguém te ajude a aplicar a fita de maneira certa. Isso funciona bem para muitas pessoas. Basta que mantenha os seus ombros levemente inclinados para trás e pedir para o seu ajudante pregar a fita.

A fita não pode ser larga, nem ser elástica. E as fitas deverão ser trocadas todos os dias, até que você note um avanço de postura e já consiga controla-la sem a necessidade do uso de recursos.

A fita crepe deve ser colada em forma de um X gigante nas costas, indo de um ponto abaixo do ombro direito até um ponto acima do quadril esquerdo e vice-versa. Após isso, será preciso pregar uma fita traçando e ligando os dois pontos abaixo dos ombros, para fechar a parte superior do X.

Essa fita nas costas vai ajudar as pessoas a manterem e treinarem as posições certas nas costas.

Uma coisa que muito fazem e não conhecem o poder destrutivo que algo assim pode ter é caminhar de forma desleixada. Muitas vezes, as pessoas andam por aí de maneira largada, jogando os ombros e braços de um lado para outros, com pescoço e tronco vacilando. Isso é muito prejudicial para a saúde e atrapalha a postura.

Uma dica que sempre funciona para combater esse problema, é desafiar você mesmo. Colocar metas e objetivos no seu dia a dia, em uma espécie de competição consigo mesmo. Uma técnica muito popular entre as pessoas é a de tentar andar como se estivesse tentando equilibrar um livro na cabeça.

Assim como todas as atividades do cotidiano, para fazer com as coisas deem certo é preciso treinar, fazer inúmeras repetições, só assim será possível chegar a um resultado que lhe traga satisfação. Portano, guarde um tempo de seu dia para treinar a sua postura, um tempo que pode ser preenchido com correções de postura ou exercícios.

Uma ótima técnica para se lembrar de corrigir a postura é memorizar uma determinada cor e relaciona-la com a correção da postura. Dessa forma, toda vez que você ver a cor ou pensar na cor, vai se lembrar que tem uma pendência: você deve conferir se a sua postura está correta.

Essas são algumas dicas que, quando são absorvidas no cotidiano, podem ajudar as pessoas a modificar positivamente a sua vida. São práticas que devem ser adotadas para estar bem consigo mesmo e ter uma maior qualidade de vida.

Práticas essas que ajudarão muito as pessoas se prevenirem dos problemas que podem chegar junto a tensão de fazer uma prova que pode ser definitiva para suas vidas.

8 Dicas para manter uma boa postura durante a prova e não ter dores de coluna ou nos braços (concurso público)
Avalie esta postagem

Sobre Carlos Gusmão

Sou ex-Oficial Aviador da Marinha e bacharel em Ciências Militares pela Escola Naval. Sou um dos responsáveis pelo site Concursado.org que já tem 16 anos de história. Venho nesse Blog passar toda a minha experiência, pois já consegui ser aprovado em 33 Concursos Públicos, entre eles Delegado Civil e Federal e tantos outros. A nossa missão e compromisso é ajudar você ser aprovado também.