Como superar os momentos de desânimo?

Tempo de leitura: 7 minutos

Nada na vida é fácil, a não ser que aceite o que ela lhe der. Para quem busca um lugar ao sol, ocupar um cargo público, por exemplo, requer esforço e dedicação, contudo momentos de desânimo aparecem ocasionalmente e podem comprometer o resultado.

Afinal, quem foi que disse que as melhores coisas da vida são fáceis? Dificilmente você já ouviu alguém afirmar tal coisa. Nem mesmo aqueles que nascem em berço de ouro acham que as melhores coisas vêm facilmente, muito porque eles são ensinados desde cedo sobre a importância da perseverança e dedicação para se conquistar e manter o sucesso.

Conquistar os objetivos requer muito esforço e força de vontade, principalmente para superar os momentos de desânimo que pode surgir durante o processo.

A palavra de ordem é: Ânimo! Vale, e muito, a pena se dedicar a um objetivo da qual sabe que se o resultado for positivo, irá colher bons frutos. Sempre que estiver esmorecendo ou passando por um momento de desânimo, lembre-se das recompensas, no que poderá ter quando sua meta for atingida.

Essa tática da visualização constante do prêmio funciona muito bem para superar momentos de desânimo.Aliás, a sua ‘recompensa’ deve estar sempre visível em vários lugares que você frequenta e passa constantemente.

Vale até escrever o seu objetivo e a recompensa em um post-it, por exemplo. Coloque-o na sua carteira ou na bolsa. Deixe visível na geladeira, na cabeceira da cama, na mesa de estudos, no relógio de parede, na proteção de tela de seu computador no trabalho, no fundo de tela do seu celular, na sua agenda, enfim…, em todos os lugares que você olha possa olhar com frequência.

Essa fixação do objetivo e da recompensa, além de fazê-lo pensar positivamente no subconsciente, tende a lhe ajudar a manter a motivação lá em cima, bem alta, afastando o desânimo.

Procure imaginar o que você poderá fazer ao ser aprovado em um concurso público. Poderá gozar de muitos benefícios a maioria das empresas não oferece. Poderá usufruir de regalias, dependendo do cargo e função, sem contar os altos salários. E, para os mais preocupados, ainda há a questão da segurança, de estar em um emprego que lhe proporcione estabilidade.

Nunca desista em caso de intimidação. Levante a cabeça e siga em frente. Pode até parecer ‘liçãozinha barata’, mas não é. Trata-se de incentivo. Ninguém pode lhe deter ou escolher o caminho que você deve trilhar. Essa escolha é exclusivamente sua. Você pode sim se orientar com os mais experientes, mas no final, a decisão é somente sua. Você é quem vai colher os frutos, a grande questão é se quer os suculentos da árvore, ou passados que estão no chão.

Por isso, para não ter que pegar o que está no chão, superar os momentos de desânimo é essencial. Preguiça é para perdedores e fracassados, e também para se ver no zoológico. E distração, só em momentos de relaxamento e descontração.

A ordem agora para quem quer ser aprovado em um concurso público é:

  • Estudo;
  • Planejamento;
  • Organização;
  • Foco;
  • Concentração;
  • Aplicação;
  • Dedicação;
  • Pensamento positivo; e
  • Cultivar hábitos saudáveis.

A somatória desses fatores é que vai fazer você vencer na vida; vai lhe impulsionar rumo ao sucesso, a ocupar o cargo público que sempre sonhou.

Não permita que a dificuldade nos estudos, ou em algumas matérias desmotive você. Busque um jeito de driblar os obstáculos que são colocados à sua frente. Ah, e não se esqueça, vale muito a pena sempre ter um ombro amigo por perto.

Algumas atitudes também contribuem para superar momentos de desânimo e dificuldade, como por exemplo, sorrir mais. Rir relaxa o corpo e a mente, deixando-os mais aptos a receber novas informações ou cargas.

Ler coisas variadas de diversas fontes pode ajudá-lo a fazer conexões impensadas entre matérias e assuntos que podem aperfeiçoar sua memória.

O fato é que uma vez aprendido, jamais esquecido. Esteja sempre disposto para estudar, pois a qualidade da absorção do conhecimento é maior quando não está desanimado.

Técnicas que podem ajudar a manter a motivação alta

  • Premiação pela força de vontade

Tudo que nós buscamos é o prazer, certo? Então crie o hábito de se premiar por pequenos objetivos alcançados. Desse modo, com a recompensa mais próxima, a motivação se mantém constante.

Importante levar em conta o grau da tarefa antes de determinar a compensação. Recompensas melhores para metas mais difíceis e recompensas menores para o cumprimento de metas mais fáceis, ok?

Quando seu cérebro fizer a associação de que o esforço compensa, os estudos se tornarão mais práticos.

  • Objetividade e organização

A nossa mente trabalha sem parar, até quando estamos dormindo. O que você não pode permitir é a desconcentração, em especial durante os estudos. O seu pensamento tem que estar exclusivamente voltado para aquele momento.

Esqueça novelas, séries, filmes, saidinhas com os amigos, tarefas do lar, roupas para lavar, contas para pagar, redes sociais, carro para levar na revisão, etc. Essa mistura de pensamentos atrapalha o aprendizado e pode lhe deixar com aquela sensação de frustração. Procure sempre limpar a mente e focar no seu objetivo antes de iniciar os estudos.

Agora, se você é daqueles que fica desmotivado com determinados assuntos, não faça plano de estudos pela matéria. Somente determine a quantidade de horas à estudar.

Comece aleatoriamente um assunto e concentre-se. Leia com atenção e vá desenvolvendo sua metodologia de aprendizado. A tendência é que você nem sinta as horas passando. O estudo se torna até mais prazeroso.

  • Revigorando as energias

Realizar atividades que sejam agradáveis ou que estejam associadas ao prazer inibem o desânimo. Quando você começar a se sentir cansado e sem vontade de continuar a estudar, pare, e faça um intervalo de um modo diferente.

Escute uma seleção de músicas que você gosta, por exemplo. A sensação causada pela música está associada ao prazer, logo, facilmente conseguirá superar o momento de desânimo.

Enquanto escuta suas músicas favoritas, você pode ir preparando o material para voltar a estudar. Sem aquela pressão que existia antes da música. A tendência é que fique mais animado para retomar o aprendizado.

  • Punição

Isso mesmo, punição, castigo. Da mesma maneira que tem premiação para objetivos concluídos, você pode determinar algum tipo de punição pelo mau desempenho.

Lembre-se, o cérebro é uma máquina voltada para o prazer, logo, busca desviar dos caminhos doloridos em busca da satisfação.

Por exemplo: Se você estiver sem vontade para estudar e for fazer outra coisa que lhe proporcione prazer, seu cérebro tende a se acostumar com isso, logo, seu tempo de estudo não será nada proveitoso.

Em momentos assim, com o objetivo já definido, se não for dormir por conta de cansaço, puna-se. Desafie-se.

Se não estiver conseguindo se concentrar, fique olhando para o chão. Com o tempo o tédio vai tomar conta de você, e a melhor escolha será recomeçar a estudar. Muito melhor do que ficar olhando para o nada, não é mesmo? Funciona!

Caro amigo concurseiro, nunca se esqueça, o desânimo é o inimigo do êxito.

Sobre Blog Concursado

Sou ex-Oficial Aviador da Marinha e bacharel em Ciências Militares pela Escola Naval.Sou um dos responsáveis pelo Blog Concursado que já tem 16 anos de história. Venho nesse Blog passar toda a minha experiência, pois já consegui ser aprovado em 33 Concursos Públicos, entre eles Delegado Civil e Federal e tantos outros. A nossa missão e compromisso é ajudar você ser aprovado também.