Como posso me tornar um fiscal de prova?

Tempo de leitura: 6 minutos

Todos os anos, mais de 10 milhões de pessoas se inscrevem para editais de concursos públicos que são abertos em todo os estados e cidades do país.

Se você está nesse mundo dos concursos já há algum tempo, com toda certeza já fez alguma prova e percebeu que na sala existe uma pessoa monitorando os candidatos, o horário para a realização da prova, entre outras coisas, e que nos corredores outras pessoas ficam responsáveis por algumas outras funções.

Em todas as provas, esses profissionais necessariamente estão lá, ou seja: os fiscais sempre são convocados, mesmo que essa função não tenha nenhum vínculo empregatício – não existe um contrato assinado por nenhuma das partes.

É cada vez mais comum que pessoas fiquem interessadas em se candidatar para exercer a função de fiscal de prova – principalmente nos últimos meses, em que a taxa de desemprego tem subido muito e já temos mais de 12 milhões de desempregados no país  – por ser um emprego aos finais de semana, de poucos horas e com uma remuneração bastante satisfatória.

O que é o fiscal de prova?

Ser fiscal de prova é uma função que requer muita atenção e cuidado, já que ele é responsável por monitorar o bom andamento do exame. Além disso, eles são os primeiros a chegar e os últimos a ir embora, o que pode fazer o dia ser longo e cansativo, principalmente se o local de prova não for próximo de onde o fiscal mora.

Apesar de ser um trabalho remunerado, o valor do pagamento varia de acordo com a instituição que está aplicando a prova, já que todas elas contam com regras próprias.

Além disso, alguns concursos maiores podem precisar de mais de um fiscal na sala –  com funções e remunerações diferentes.

O que eu preciso para ser fiscal de prova?

Normalmente, a organizadora seleciona seus fiscais por meio do banco de dados ou indicação pessoal. Em qualquer um desses casos, existem os requisitos básicos que são:

  1. Ser maior de idade
  2. Ter CPF e PIS (PASEP ou NIT)
  3. Ter uma conta corrente bancária em seu nome
  4. Ter um endereço de e-mail pessoal.

Como e onde posso me candidatar para ser fiscal?

Para se candidatar é preciso entrar em contato com a organizadora, já que os critérios e meios de seleção são decididos por eles. Alguns permitem cadastro no site, enquanto outros contam com um banco de dados próprio para seleção. Os mecanismos de buscas também mostram vários sites de inscrições abertos para quem está interessado em ser fiscal.

As principais organizadoras são: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe), Fundação Cesgranrio, Fundação Carlos Chagas (FCC), Fundação Getúlio Vargas (FGV), Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista (VUNESP) e Instituto Americano de Desenvolvimento (IADES).

É necessário estudar as bancas para saber quais são suas formas de seleção. Em alguns casos, elas exigem que o fiscal realize um curso de preparação antes – elas costumam oferecer esse curso gratuitamente, e, muitas vezes, até online pelo seu próprio site em uma área reservada.

Caso no site da banca não esteja claro como fazer parte da seleção, procure em site dos colaboradores ou entre em contato através de um numero de atendimento ou e-mail.

Além disso, as bancas podem preferir selecionar candidatos que tem algum tipo de vínculo com o lugar onde as provas serão realizadas. Por isso, uma dica útil é ficar sempre de olho nos quadros e avisos da escola do seu bairro, da sua faculdade ou até mesmo da sua empresa.

Um dos cargos mais disputados e bem remunerados é o de fiscal do ENEM. Cada ano, o número de inscrições bate recordes de pessoas inscritas na prova – jovens que sonham com vagas em universidade públicas e privadas –  e, por isso, a cada ano mais fiscais são chamados para cumprir essa função.

Experiência também conta: muitas organizadoras preferem selecionar fiscais que já aplicaram outras provas no passado, mesmo que tivessem sido voluntários.

O que eu posso fazer sendo fiscal de prova?

Geralmente, as organizadoras convocam 3 tipos de fiscais:

Aplicador de prova

É o fiscal responsável por uma sala determinada.

A função dele é cobrar e controlar a realização do exame, como por exemplo receber e distribuir as provas, além de ficar de olho nos candidatos para que não haja fraude durante exame. Fica responsável também por desclassificar um candidato caso veja alguma anormalidade.

Auxiliar

É responsável pela “lista de presença”, ou seja, em conferir documentos e colher assinaturas de quem está presente. Geralmente fica do lado de fora da sala.

Fiscal de apoio

Ajuda na organização, controla os corredores e ajuda os ficais da sala caso algum deles precise ser substituído por algum motivo. Ficam também responsáveis por fazer a revista de metais em candidatos que entram no banheiro.

Existe realmente demanda para a função de fiscal de prova?

Com os números de candidatos aumentando nos concursos públicos graças a promessa de estabilidade, a demanda por ficais tem aumentado. Além dos citados aqui, não é incomum que ainda se contratem motoristas que ficam responsáveis pelo transporte das provas e de algumas pessoas.

Quando os concursos acontecem em mais de um dia, pessoas responsáveis pelas refeições dos funcionários também podem ser convocadas.

Como é feito o pagamento?

Os colaboradores que cumprirem corretamente todas as regras e funções denominada pela organizadora recebem o valor integralmente no mês seguinte à data de aplicação da prova. O pagamento pode ser realizado de dois jeitos: via depósito bancário na conta fornecida junto a documentação na hora da inscrição, ou por ordem de pagamento.

O deposito é feito para quem tem uma conta bancária no seu nome. A ordem de pagamento é liberada pela apresentação do CPF pelos próprios fiscais.

Cada organizadora  – assim como empresas – possui regras e sistemas diferentes para aplicação de provas. O ideal é conhecer um pouco de cada uma, para saber qual se adequa ao seu perfil para evitar problemas. Outra dica é conversar com funcionários e outros ficais das bancas – eles podem te indicais para as vagas em aberto. Boa sorte e boa prova!

Sobre Concurseiro Paulista

Sou ex-Oficial Aviador da Marinha e bacharel em Ciências Militares pela Escola Naval.Sou um dos responsáveis pelo site Concurseiro Paulista que já tem 16 anos de história. Venho nesse Blog passar toda a minha experiência, pois já consegui ser aprovado em 33 Concursos Públicos, entre eles Delegado Civil e Federal e tantos outros. A nossa missão e compromisso é ajudar você ser aprovado também.