Como estudar para concurso público

Tempo de leitura: 6 minutos

Na hora de estudar para concurso público, algumas variáveis devem ser observadas: organização, tempo e experiência. 

Ao longo desse post eu tentarei especificar a melhor maneira de como estudar para concurso público, sempre pensando na sua aprovação e conquista da vaga tão sonhada. 

 

A primeira dica que eu posso dar para estudar para concurso público é em relação à organização das matérias. A definição do plano de estudo é determinante para se obter eficiência no processo de aprendizagem. Tão importante quanto o tempo destinado às tarefas e aos estudos. 

Baseado no velho, e verdadeiro, jargão “tempo é dinheiro”, conseguir conciliar os estudos com as outras atividades do dia a dia é essencial para o sucesso. Claro que cada um tem um perfil diferente para estudar para concurso público, até por conta disso, eu decidi expor de uma forma mais global, e cada um ajusta à sua necessidade. 

 

  • Tenha os horários bem definidos 

Atribua tempo para cada tarefa que for executar, por mais simples ou banal que possa parecer, como por exemplo, tomar café da manhã das 07h00 às 07h30. Monte uma planilha das atividades e cumpra o que se propôs a fazer naquele horário. 

Desse modo, você vai controlar melhor o seu tempo, respeitando cada item, por consequência, o horário para estudar para concurso público, que é o foco agora. Lembre-se que é de suma importância respeitar os horários de descanso. Forçar o estudo quando estiver cansado prejudica o aprendizado, além de acumular a fadiga para os dias seguintes. Respeite seu organismo. 

 

  • Plano de estudos 

Com a definição de qual cargo disputará uma vaga, é hora de definir como estudar para o concurso público, quais matérias e de que maneira. 

Primeiramente consulte o edital e relacione as matérias que serão cobradas, separe-as em três colunas: as que você tem mais dificuldade, as de nível médio de dificuldade, e as que você tem maior afinidade. Destaque as matérias mais importantes, geralmente são as específicas. 

Para evitar o desânimo, um macete bastante utilizado e eficiente, é o de intercalar as matérias mais fáceis com as mais difíceis. Mas você realmente terá que dedicar mais tempo para as matérias mais difíceis. É comprovado que quando o cérebro assimila alguma coisa facilmente, quando for se aprofundar em um conteúdo mais difícil, ele estará em ritmo acelerado e tende a desenvolver melhor a linha de raciocínio. 

Ao determinar o horário para estudar para o concurso público, não precisa especificar os tópicos, faça citação apenas da matéria, por exemplo: Língua Portuguesa – Gramática. Não precisa especificar verbos, conjugações, concordâncias nominais e verbais, etc. Apenas se certifique de percorrer por toda a matéria. 

É importante ter consciência e perceber quando for necessário alterar o cronograma e priorizar outra matéria. Também é primordial que não se deixe conteúdo pela metade, mesmo chegando ao tempo determinado. Invada o horário da outra matéria, mas procure sempre finalizar o conteúdo. 

  • Aproveite seu tempo livre 

Para quem está de olho em um cargo público, todo tempo livre é bem vindo. Aproveite ao máximo todos os tempinhos que tiver. Isso poderá ser o diferencial nesse mundo que é tão concorrido e disputado. 

Para você que trabalha, os intervalos concedido pelas empresas, por exemplo, para um café ou lanche, pode ser aproveitado para uma leitura complementar (que também é cobrado em alguns concursos), ou para revisões. Importante salientar que não se deve iniciar estudos sabendo de períodos curtos. Jamais interrompa a linha de raciocínio. 

Se você vai trabalhar de ônibus, trem, avião, metrô ou táxi, pode aproveitar a oportunidade para ler os periódicos (jornais e revistas), que são informações sobre atualidades, outro ponto cobrado em concursos. Sabendo das notícias, você pode analisar um assunto e criar uma redação durante os intervalos que aparecer durante o dia. Mais uma forma de estudar para concurso público. 

Como um tempo pode aparecer inesperadamente, você deve estar sempre preparado, por isso, tenha por perto material de estudo. Apostilas ou livros, que são mais fáceis de carregar.  

Embora cada minuto dedicado aos estudos seja importante, você não deve acelerar suas outras atividades para sobrar mais tempo. Não coma depressa demais, ou corra no trânsito para chegar mais cedo em casa. Como já diriam os mais velhos, “a pressa é a inimiga da perfeição”. Tudo tem seu tempo, e você não pode correr o risco de ter imprevistos que poderiam ser evitados. Seja prudente em tudo. 

Nessas horas, um celular ou tablet com acesso à internet são uma ótima ferramenta. O que você não pode é se distrair e começar a acessar redes sociais ou sites de fofocas. Mantenha-se focado ao seu objetivo principal. Também são excelentes para revisão, pois com eles você pode tirar fotos de suas anotações e revisar o que ainda não está totalmente claro na sua mente. 

Uma dica interessante para aproveitar os momentos curtos é estudar matérias que você tenha mais facilidade para aprendizado, assim você evita se desgastar e comprometer o resto do dia. 

 

  • Exercite seu cérebro 

É imprescindível manter seu cérebro trabalhando constantemente. E pequenas ações podem ajudar. Mentalize ruas e trajetos. Visualize e some as placas dos carros ou a numeração das casas em determinado quarteirão. 

Se estiver em um transporte público, pode contar o numero de usuários e calcular a arrecadação durante o trajeto. 

Dessa maneira, seu cérebro se manterá incessantemente ativo, o que melhorará sua capacidade de armazenamento de informações. 

Gravações de áudio da matéria também é uma alternativa interessante para se usar. 

 

  • Experiência em concurso 

A experiência em prestar concurso vem com o tempo e com as reprovações, evidente. Mas você pode praticar a realização da prova. 

Procure por provas aplicadas anteriormente e resolva-as. Estipule um tempo para conclusão e depois verifique sua pontuação. 

Você pode até chegar cru para fazer o exame, mas inexperiente em relação ao conteúdo e grau de dificuldade que encontrará nas provas não. Tudo bem, não terá a mesma adrenalina e pressão, mas já é um começo. Se você já for veterano em concursos, procure aprimorar onde foi mal. 

 

Agora é pegar seu material, elaborar um plano de estudos e foco. E não se esqueçam, a concentração e a persistência são o caminho para o sucesso.

Como estudar para concurso público
5 (100%) 2 votes

Sobre Carlos Gusmão

Sou ex-Oficial Aviador da Marinha e bacharel em Ciências Militares pela Escola Naval. Sou um dos responsáveis pelo site Concursado.org que já tem 16 anos de história. Venho nesse Blog passar toda a minha experiência, pois já consegui ser aprovado em 33 Concursos Públicos, entre eles Delegado Civil e Federal e tantos outros. A nossa missão e compromisso é ajudar você ser aprovado também.