Como bater os concorrentes nos concursos públicos?

Tempo de leitura: 6 minutos

Em grandes cidades, é comum as pessoas tentarem optar por vagas que requerem a prestação de uma prova para concurso público, disputando uma generosa vaga no serviço público.

Claro que a situação não seria diferente para a maior metrópole da América do Sul, a nossa São Paulo, afinal, em uma cidade tão grande como essa, grandes oportunidades é o que não falta.

Qualquer pessoa que for prestar um concurso público, precisa ter algumas coisas importantes em mente. Primeiramente, essa vaga estará sendo disputada com outras pessoas, e você deverá provar que é mais apto a ela que todos os outros candidatos.

No entanto, o objetivo da prova não é uma competição. Ela é planejada e feita para atestar as competências específicas e gerais necessárias para um profissional das áreas que são aplicadas.

E uma das competências que todos os profissionais precisam ter é organização. Essa qualidade é posta à prova antes mesmo do início de qualquer teste e até do lançamento do edital do concurso público.

Somente com organização e destreza que é possível estudar e se preparar adequadamente para as provas de concurso, principalmente para quem ainda trabalha, estuda, faz curso ou tem quaisquer obrigações dentro da sua rotina diária.

Aqui vamos então expor algumas excelentes formas de se posicionar acima da concorrência quando for prestar qualquer prova de concurso público.

Regule todos os seus horários

Em nosso cotidiano, somos cercados das mais variadas distrações. Celulares, computadores, televisões, tablets e livros estão aí para provar essa afirmação. Não é comum também que pessoas venham nos tirar dos estudos, ou nos chamar para eventos.

Se deseja passar no concurso, é necessário começar a se organizar, e regular bem os horários programados para estudos e os horários programados para afazeres diários, e nunca se deve excluir por completo um lazer no meio dessas rotinas.

É necessário controlar com sabedoria seu horário de estudo. Após certo tempo focado, você tem sua produtividade diminuída, e começa a sofrer para se concentrar, absorvendo muito menos do conteúdo que está estudando.

O ideal é estudar cerca de quarenta e cinco minutos diretos, e fazer pequenas pausas de dez a quinze minutos para descansar, esticar as pernas e tirar deixar um pouco a mente absorver o que você estudou.

Horários de sono são muito importantes

Se você pretende conseguir manter uma boa rotina diária de estudos, não diminua seus horários de sono. Procure, na verdade dormir muito bem durante todas as noites, pois dormir ajuda na absorção do conteúdo estudado.

Cerca de seis a oito horas por noite são o suficiente para descansar bem o corpo e a mente, e absorver todo o conteúdo estudado anteriormente.

Tente também não dormir mais que o necessário. Quando se dorme demais, seu corpo fica em um estado letárgico, lento e fraco e até mesmo sua capacidade de raciocínio é diminuída drasticamente.

As noites mais importantes são as da véspera da prova de concurso público. O ideal é não estudar nada nas noites anteriores a prova, e simplesmente tentar descansar e se manter o mais calmo possível.

Algumas pessoas sabem que podem não conseguir dormir e podem até tentar dormir com remédios. Nesse caso, é recomendado tentar remédios naturais, como os chás, ou o puro hormônio da melatonina para conseguir dormir com facilidade e sem efeitos colaterais.

Divida suas matérias de acordo com o nível de “prioridade”

Todos temos dificuldades e facilidades nas diversas matérias apresentadas desde o ensino fundamental ao médio.

Uns tem mais facilidade com as matérias de exatas, como matemática, química e física. Enquanto outros preferem línguas, história, geografia e até mesmo biologia.

Antes de ter o edital, já comece estudando as matérias mais básicas que devem cair para qualquer concurso na área. Assim, você economizará um tempo após o lançamento do edital.

Quando for estudar, selecione as matérias que você tem mais dificuldade, e invista mais horas nelas, enquanto você foca menos nas matérias que você tem menos dificuldade.

Após o lançamento do edital, procure refazer esse cronograma de prioridades, incluindo as matérias lançadas e possivelmente excluindo algumas matérias já estudadas que você tenha facilidade com elas.

Tendenciosamente, estudamos matérias que gostamos ou temos facilidade com maior vontade e atenção, mas isso não deve ocorrer quando for estudar para um concurso público.

Planejamento do local de estudo

Independente qual for o local de estudo, você deve ter algumas coisas básicas para que a sessão de estudos não seja um simples fracasso.

Primeiramente, iluminação é essencial, não somente para facilitar nos estudos, como também para você não acabar desenvolvendo problemas de visão. Algumas pessoas conseguem estudar com barulhos a volta, mas para a maioria não é o ideal.

O lugar de estudo deve ser limpo e confortável e não deverá forçar sua postura de forma alguma. Nada deverá tirar sua atenção de seus estudos.

É muito importante não ter distrações nenhuma de fácil acesso. Por isso, muitas pessoas optam por não estudar no próprio computador. Algumas outras até saem de casa e vão para uma biblioteca, onde não tem televisão e o uso do celular é mais limitado.

A internet é uma faca de dois gumes dos prestadores de concurso público. Temos diversos materiais presentes em sites que são impossíveis de se achar impressos. No entanto, é muito comum você se desviar para redes sociais enquanto tenta estudar.

Divida seu tempo de estudos com diferentes práticas

A prática constante de exercícios pode ser boa para algumas matérias, mas não é assim tão versátil para estudar tudo que se cai em um concurso público.

Divida então, diferentes formas de se estudar as matérias apresentadas. Matérias de exatas, por exemplo, podem ser mais fáceis estudar com exercícios práticos após um exemplo de teoria.

Já matérias mais teóricas, exigem uma leitura maior do conteúdo, além de interpretação de texto e análise do que foi apresentado.

É também importante revisar as matérias vistas a algum tempo, em pequenos intervalos. Essas revisões podem ser tanto teóricas quanto práticas, e servem como uma forma de relembrar tudo que já foi estudado.

Como bater os concorrentes nos concursos públicos?
Avalie esta postagem

Sobre Carlos Gusmão

Sou ex-Oficial Aviador da Marinha e bacharel em Ciências Militares pela Escola Naval. Sou um dos responsáveis pelo site Concursado.org que já tem 16 anos de história. Venho nesse Blog passar toda a minha experiência, pois já consegui ser aprovado em 33 Concursos Públicos, entre eles Delegado Civil e Federal e tantos outros. A nossa missão e compromisso é ajudar você ser aprovado também.