A Biblioteca é um bom local para estudar?

Tempo de leitura: 5 minutos

Definir um espaço adequado para o estudo é essencial na vida de qualquer concurseiro, afinal a escolha errada pode impactar no aprendizado do estudante. Concentração, silêncio, variedade de fontes e tranquilidade são itens importantes para a preparação. Basta analisar os fatores para perceber que a Biblioteca é um bom local para estudar.

Sem distrações

O espaço da Biblioteca geralmente anula todas as interferências externas. Não há ruídos e a atmosfera é bastante organizada e calma, o que ajuda muito aqueles que não conseguem se concentrar com barulhos ao fundo ou se dispersam facilmente.

Não há telefone para atender e nem vizinho fazendo barulho – existe somente o foco nos estudos. Quem aprende em Bibliotecas tende a se tornar mais disciplinado.

Bastante material disponível

Há acesso a muitas fontes diferentes, desde apostilas para concursos até livros comuns, e esse abastecimento contribui de forma direta para o aprendizado.

É interessante ter em mente que algumas obras não podem ser emprestadas aos usuários. Isso apenas confirma que a Biblioteca é um bom local para estudar, já que a permanência do estudante na mesma oferece a garantia de não enfrentar nenhum problema de acesso a qualquer conteúdo.

Incentivo extra

O estudante rende mais quando está ao lado de pessoas que compartilham do mesmo objetivo: aprender. Além do fator motivacional e da produtividade, é possível que o concurseiro aprenda técnicas de estudo e melhore seus hábitos apenas observando ou lendo com outras pessoas.

Ambiente específico

É mais fácil simplesmente chegar e se acomodar em um espaço já estabelecido e que está pronto do que ter que arrumar a própria casa, organizar o quarto ou mesa e tentar encontrar um cômodo sem sons externos. A biblioteca é um bom local para estudar pois oferece uma atmosfera mais propícia a dedicação e exige menos esforço inútil do indivíduo.

Apenas selecionar o melhor lugar não basta

É claro que somente os itens citados não garantem o sucesso do aprendizado. Também é importante organizar a forma de estudo para otimizar o tempo e a absorção do conteúdo. Até mesmo a postura do corpo influencia.

Em que posição o concurseiro se sente mais confortável? Perto da janela? Longe da luz? Em uma sala privada ou em sala de reunião? No sofá ou mesa? Usando o computador ou escrevendo à mão?

Fazer testes e depois mensurar os rendimentos auxilia na preparação para os exames! A Biblioteca é um bom local para estudar porque oferece diversas alternativas.

Estabelecer uma rotina

Outra dica é conhecer a próprio dia a dia e colocá-lo no papel. Essa orientação serve principalmente para aqueles que trabalham ou fazem outros cursos.

A pessoa pode anotar em que parte da semana as responsabilidades de seu cotidiano irão levá-la para perto de determinadas instituições (o acervo de uma Faculdade, uma Biblioteca pública) e em que horários ela estará disponível para utilizar aqueles espaços.

Assim o concurseiro aproveitará tais locais respeitando a própria rotina. Não existirá perda de tempo com deslocamento ou transporte, principais justificativas apontadas por quem não gosta de estudar fora de casa.

Alternar entre Bibliotecas

Toda Biblioteca é um bom local para estudar, mas variar na escolha pode ajudar! Geralmente acervos de Faculdades tendem a ser mais fechados e, por vezes, menores. Bibliotecas públicas já podem dispor de obras mais difíceis de encontrar e oferecer conhecimento diferenciado. E alguns Centros também reúnem, além das bibliotecas, lanchonetes e áreas ao ar livre.

O concurseiro deve verificar qual desses estilos oferece mais benefícios e, se possível, revezar entre as opções. Lugares diferentes refrescam a mente e tiram a sensação de monotonia – um estímulo a mais para os estudos.

Procurar por locais com horários flexíveis

Cada Biblioteca tem seu próprio horário. Algumas ficam abertas praticamente o dia inteiro, enquanto outras estão disponíveis apenas por meio período.

A orientação é não desistir: a Biblioteca é um bom local para estudar, basta se informar através dos sites oficias e colocar em uma lista somente aquelas que estejam abertas nos horários que encaixem com a rotina estudantil.

Evitar gastar tempo

Sair de casa já sabendo tudo que é necessário levar para o local de estudo – como documentos, notebook caso prefira usar o próprio computador, fones de ouvido, ficha ou cartão bibliotecário – é uma ótima dica. Corta tempo que pode acabar gasto com burocracias desnecessárias.

Ter foco, gerar estratégias

Manter o foco é mais importante do que qualquer investimento em livros ou material digital. Primeiramente o estudante deve ter a área que quer prestar bem definida na cabeça e, então, pesquisar muito.

A biblioteca é um bom local para estudar e também para mensurar resultados.

Com maior foco, os progressos ficam mais palpáveis, e é fácil perceber se determinada técnica gerou efeitos postivos ou não.

É proveitoso que se crie uma agenda, determinando previamente quanto tempo será gasto com cada matéria, alternando as horas de estudo entre diferentes conteúdos para não atingir o cansaço rapidamente.

Além das matérias, a documentação dos planejamentos também se faz importante. Dessa forma o candidato pode analisar se a estratégia escolhida está causando o efeito desejado.

A Biblioteca é um bom local para estudar

Cada pessoa responde de maneira distinta aos variados meios de comunicação. Alguns aprendem melhor com livros, outros assistindo aulas online. A dica é ler muito, mas não se esquecer de também pesquisar imagens, gráficos, formatos de áudio e vídeos. Para saber qual plataforma é a opção mais adequada, apenas testando todas as mídias possíveis.

Bibliotecas dispõem de acesso à internet, onde esses formatos podem ser encontrados! É o pacote completo. O estudante só não deve se distrair com a internet ou esquecer de levar os fones de ouvido.

Não se sabotar

O horário dedicado ao estudo deve ser aproveitado, portanto a concentração é fundamental! A Biblioteca é um bom local para estudar, mas não adianta usar o tempo útil para responder mensagens, abrir sites que nada acrescentam às matérias estudadas ou checar as próprias redes sociais. No final, o empenho é o fator que mais fará diferença nos resultados.

Sobre Concurseiro Paulista

Sou ex-Oficial Aviador da Marinha e bacharel em Ciências Militares pela Escola Naval.Sou um dos responsáveis pelo site Concurseiro Paulista que já tem 16 anos de história. Venho nesse Blog passar toda a minha experiência, pois já consegui ser aprovado em 33 Concursos Públicos, entre eles Delegado Civil e Federal e tantos outros. A nossa missão e compromisso é ajudar você ser aprovado também.