Afinal, o que faz um auxiliar de plenário?

Tempo de leitura: 6 minutos

O auxiliar de plenário é um dos cargos que frequentemente aparece nas vagas para concursos públicos. Nele é exigido em suas competências conhecimentos técnicos de som e multimídia, junto a conhecimentos de informática. Mas com tantas exigências, o que faz um auxiliar de plenário? Porquê ele é contratado e qual a importância de sua função?

Para se entender melhor a necessidade de um auxiliar de plenário, é preciso entender qual é a função do plenário por si só e por que necessitam de um auxiliar de plenário. O que ocorre em um plenário e o que se é feito lá?

O que é um plenário?

Plenário é uma palavra que deriva da palavra em latim plenarius. Tem como tradução “aquilo que é pleno”. Nesse modo é uma palavra que funciona como adjetivo, porém como substantivo tem como tradução, o local que ocorre uma sessão de assembleia junto a seus membros.

No Brasil, o plenário é um órgão de poder legislativo, composto por deputados e tendo total controle sobre suas decisões. É no plenário que será feito assembleias onde serão discutidas alterações de leis antigas, propostas de projetos para o bem do povo e propostas de novas leis que melhor protegem o povo.

É nele que ocorrem as atividades parlamentares dos deputados e senadores onde as decisões são tomadas no Congresso Nacional, ou também, na Câmara Municipal que é aonde as leis municipais são tomadas a partir de projetos de vereadores de uma cidade.

Divisões do plenário

No Congresso Nacional ou na Câmara Municipal, temos três divisões em sua arquitetura. Essas divisões foram projetadas para manter os trabalhos e funções separadas, fornecendo um local apropriado para cada uma delas.

A primeira divisão é o gabinete parlamentar. Funciona como o escritório do vereador da cidade, ou do deputado. É nele que o vereador ou deputado irá desenvolver seus projetos, contando com toda uma infraestrutura para conseguir atender seus eleitores e cumprir suas demandas.

Em sua infraestrutura, o deputado ou vereador pode se dispor de toda tecnologia para realizar seu trabalho. Desde microcomputadores a sistemas audiovisuais para suas apresentações.

Na segunda divisão se encontra a comissão técnica. É ali que são destinados todos os pareceres e projetos ainda em fase de desenvolvimento. E lá que deputados ou vereadores se encontram para debater os estudos técnico-legislativos de cada proposta. Tendo uma bancada com um número limitado de representantes eles analisam e opinam a respeito dos projetos.

Cada comissão trabalha com os conceitos técnico, legal e jurídico das propostas. Tendo também as comissões financeiras que trabalham com questões financeiras.

A terceira divisão é constituída pelas bancadas. Lá temos a apresentação dos deputados ou vereadores de mesmo partido, que com cada um de seus líderes e vice-líderes onde se decidem a ordem e quais projetos serão votados naquela assembleia do plenário.

Então o que faz o auxiliar de plenário?

O auxiliar de plenário tem como função executar, a partir de orientação superior serviços de filmagem e sonorização, junto a serviços de fotografia que correspondem ao interesse do Congresso Nacional ou Câmara Municipal.

Com o caráter público das assembleias e reuniões de vereadores e deputados em seus respectivos congressos, o auxiliar de plenário é compelido dos serviços de gravação das assembleias para que haja uma documentação para arquivar cada reunião.

Com características de debate e discussões, o auxiliar de plenário também fica encarregado de todo o sistema de sonorização do plenário, mantendo em manutenção todo o sistema de microfonia e para que não haja ruídos e interferências de som nos debates. Sendo também responsável por sistemas de mesa de som e operação de equipamento audiovisual.

Como muitas das assembleias ocorrem em datas distintas, o auxiliar de plenário fica em cargo de na operação e montagem de todos os sistemas de som, tão com necessário a operação também de mesas digitais e analógicas de som.

As competências de um auxiliar de plenário

O auxiliar de plenário deve ser capaz de realizar atividades de amplificação e equalização de sonora de todo o plenário, para cada assembleia a ser realizada. Ele também deve ter noção de organização e manutenção, auxiliando para que todos os equipamentos desde o de fotografia à microfonia estejam em perfeitos estados para um funcionamento correto.

O auxiliar de plenário também deve estar presente para as assembleias a fim de que cada fato seja registrado destacando o trabalho e os fatos políticos e parlamentares das assembleias, tal como saber como melhor auxiliar na divulgação de cada evento, visando tornar público cada entrevista ou discussão realizada no plenário.

O auxiliar de plenário deve possuir as competências do setor de informática que venham a auxiliar na compilação dos fatos, produzindo notícias e comentários informativos para esclarecimento público.

Com tantas assembleias sendo realizadas, o auxiliar de plenário deve possuir competências de organização de agenda, sendo responsável nos agendamentos para o uso de cada sala que dispõe de sistemas audiovisuais.

E, além disso, o auxiliar de plenário deve possuir conhecimento de normas técnicas para o controle de som e o uso de equipamento audiovisual. Mantendo assim a integridade de equipamentos e também no uso do equipamento sem causar danos a aqueles que fazem uso, respeitando os limites de volumes e mixagem.

Concurso público de auxiliar de plenário

Com tantas exigências de perfil para realizar a função de auxiliar de plenário, os processos seletivos não poderiam deixar de ser menos exigentes para selecionar o seu melhor candidato.

É comum encontrar processos seletivos que apresentem provas de questões de múltiplas escolhas. Tendo com base as competências da língua portuguesa e em matemática. Somado ao conhecimento técnico de um técnico em mixagem de som.

Um dos pré-requisitos que são pedidos em todos os processos seletivos, é que o candidato tenha ao menos seis meses de experiência na área e que possua escolaridade de nível médio.

Cada processo exige conhecimentos específicos também de informática, mostrando competências com sistemas operacionais distintos, edição de imagem, uso de planilhas eletrônicas, conhecimentos de hardware e conhecimentos de instalação de equipamentos sonoros.

Essas são as competências e as atividades que fazem um auxiliar de plenário.

Sobre Concurseiro Paulista

Sou ex-Oficial Aviador da Marinha e bacharel em Ciências Militares pela Escola Naval.Sou um dos responsáveis pelo site Concurseiro Paulista que já tem 16 anos de história. Venho nesse Blog passar toda a minha experiência, pois já consegui ser aprovado em 33 Concursos Públicos, entre eles Delegado Civil e Federal e tantos outros. A nossa missão e compromisso é ajudar você ser aprovado também.